Google Tag Manager

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Como me tornei Terapeuta Floral - Parte 3- Os mentores e incentivadores





Pois então querido leitor,
Continuo de onde parei. Como estagiário de Terapeuta Holístico do Nalal Polezzi, no Parque São Domingos em São Paulo, há muitos anos.
Como estagiário do Natal eu só recebia aprendizado, sem nenhuma remuneração. Mas valia a pena. Enquanto que o rodizío de veículos em São Paulo limitava a minha saída de Lapa para pegar a Marginal Tietê para ir para casa, o tempo estava a meu favor. Com o Natal a gente conversava entre uma consulta e outra, trocava idéias e eu aprendia bastante.
Existe um incidente que preciso contar pois teve causas extraordinárias e grandes consequencias na vida da minha familia.
Logicamente o Natal atendia tambem toda a minha familia. Meu filho mais novo, estava pré-adolescente (hoje ele já tem 25 anos) e apresentava necessidade de aparelho dentário pois havia um espaço entre a arcada superior e inferior acentuada. Ao examina-lo o Natal concluiu que seria interessante ele se consultar com um especialista em Biocibernética Bucal.
Eu jamais havia ouvido falar nisso antes. Hoje em dia, diante de um assunto novo é fácil. Basta ir até a internet, e através do Google clicar a palavra que estamos procurando. Pronto!
Um mundo de respostas vem às nossas mãos.
Mas naquela época os computadores eram coisa de empresa grande, os monitores só tinham tela verde e a internet estava longe de existir.
O Natal me havia dito que o Dr. Chawki havia mudado de cidade e que havia perdido o contato com ele. O Natal subestimou minha vontade de encontrar respostas e acreditou que o assunto ficou por isso mesmo. E teria ficado assim, salvo a ironia do destino que quis que as coisas acontecessem de modo diferente.
Comecei procurando por Dr. Chawki Zaher na lista telefonica sem sucesso. Passei a procurar por Biocibernética Bucal tambem sem nada conseguir. Aí depois de procurar muito resolvi desistir. Numa noite, estava orando, pedindo a Deus ajuda para as questões da vida pelas quais todos nós passamos, quando o meu filho me mostrou um artigo da Revista Planeta (era uma publicação mensal sobre diversos assuntos muito interessante). Haviam em casa várias revistas antigas que nós usávamos para recortes de trabalhos escolares. A revista que o meu filho me mostrou tratava da reflexologia das palmas das mãos e dos pés.
A revista estava recortada. Para um trabalho escolar o contorno das mãos foi recortado. Porem, do lado contrário da revista havia uma lista de especialidades e respectivos profissionais. E lá estava escrito Biocibernética Bucal ente outros titulos. Mas oh, ironia do destino: Bem no lugar do endereço e telefone do Dr. Chawki a revista havia sido recortada.
Faltava uma parte. A agora? Na parte que se podia ler havia um só nome, endereço e telefone. Era do Dr. Wu. Lembrei que o Natal havia citado tambem o Dr. Wu para outra especialidade e aí tive uma idéia.
No dia seguinte pela manha, liguei para o consutório do Dr. Wu e sem detalhes pedi a recepcionista o telefone do Dr. Chawki. Ela prontamente meu deu um número de São Paulo.
O Dr. Chawki vinha periodicamente à capital atender algumas pessoas. Que felicidade. Liguei  em seguida para este número, peguei o endereço e marquei a primeira consulta disponível.
Peço licença querido leitor para deixar para nosso proximo artigo a continuação do encontro com o Dr. Chawki que teve um impacto muito profundo na minha vida.
Gostaria de encerrar com um trecho extraído do livro Iridologia e Irisdiagnose do Dr. Celso Batello, editora Ground, cujo livro tenho autografado pelo autor, que cita no final de sua introdução o seguinte:

Se este histórico acabasse aqui, se cometeria uma grande injustiça com as 3 pilares das chamadas práticas alternativas, entre elas a Iridologia e a IrisDiagnose que são Chawki Zaher, M. Matheus de Souza e Wu Tou Kwang, sem eles teria sido muito, mas muito mais difícil.


Um abraço querido leitor
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...