Google Tag Manager

domingo, 6 de dezembro de 2009

Florais de Minas - Rosmarinus


Posted by Picasa

ROSMARINUS (Rosmarinus officinalis) - Alecrim

Quando os indivíduos se encontram desatentos, sonhadores, distraídos e 'lu­náticos'; traz o indivíduo para a realidade do 'aqui e agora'; distúrbios na circulação sangüínea; cardiotônico floral; para as situações emergenciais de perdas de consciência".

O alecrim é uma planta toda cheirosa, tanto a encontrada nos jardins como aquela nativa dos campos e cerrados

Quem estiver desanimado, semidesfalecido e sem estímulo experimente o floral do alecrim e criará energia nova.

A pessoa do tipo Rosmarinus em geral gosta de sonhar. Dorme à toa, tem dificuldade em prestar atenção. Gosta de improvisos e prefere ficar sozinha. Vive mais no futuro que no presente, pois, espera tempos mais felizes. Não é agressiva.
Pode apresentar problemas de audição, visão, circulação sangüínea e ficar facilmente com dormências. Desta maneira, vive fora da realidade, não tomando parte do mundo real. Esbarra nas coisas com facilidade e apresenta grande potencial romântico.
Podemos ter um sonho a ser realizado no futuro, mas sem nos esquecer que sua concretização depende do nosso dia-a-dia. Ao mesmo tempo em que temos um ideal no futuro, nossos pés devem estar na terra para que a ação não seja esquecida. Lembre­mos sempre que o futuro é o presente bem vivido; se não cons­truirmos nossos sonhos, eles só existirão no nível da irrealidade.
A essência floral Rosmarinus nos ajuda a acordar para a realidade à nossa volta.


O floral Rosmarinus é bastante utilizado em casos de sínco­pes e desfalecimentos e para quem dorme com tanta facilidade que não pode nem encostar numa parede que logo desliga. É também utilizado nas escolas, para os alunos distraídos que vivem no mundo da lua.





Quando o indivíduo desenvolve demais sua característica sonhadora pode se afastar da realidade perceptiva, envolto em seu mundo próprio de fantasias e sonhos.  Neste casos, apresenta­-se com um olhar perdido, um ar de indiferença e parece estar ausente psiquicamen­te, apesar da presença física. Nestas situações caracteriza-se ainda por ser passivo, desatento, dis­traído, imaginativo, sonolento, esquecido e insensível às estimulações externas.

O bloqueio de energias pode trazer deficiências na circulação sangüínea dos membros inferiores, enfraquecimento cardíaco, hipotensão arterial, anemias, hipoglicemias, varizes, resfriamento das extremidades do corpo, formigamentos, dormências, desmaios, problemas auditivos e visuais. O enfraquecimento do cora­ção retrata o abatimento e a falta de entusiasmo da alma com sua condição e re­alidade. O atrofiamento dos órgãos sensoriais reflete a falta de uso ativo dos mesmos, pois a pessoa olha, mas não vê, ouve, mas não escuta, em decorrência de a mente não estar presente para decodificar as impressões. Tais ausências podem torná-Io propenso aos acidentes físicos, como cortes, tombos, esbarrões e outros mais.

 O estado mental do indivíduo também paira nas alturas, pois está unilateralmente voltado aos sonhos de um futuro diferente e fantástico. Disto também decorre a sensação de "não estar pisando em terra firme", o que ocasiona a falta do senso prático das coisas.
A personalidade típica tende a ser corporalmente frágil, alta, magra, pálida e sonolenta, refletindo com isto a sua estrutura anímica. A pessoa gostaria de passar pela vida quase sem ser notada, como um pingo de chuva que bate num piso quente e logo se evapora. Quando harmonizada, é uma pessoa dedica da, imaginativa, perceptiva, interessada pelas necessidades alheias, vivamente presente no mundo que a rodeia, criativa, fértil e versátil.

A essên­cia é útil para as crianças desatentas na escola e também como coadjuvante para acelerar o aprendizado dos excepcionais. Rosmarinus exerce uma ação tonificante sobre o eu, acentuando a presença do indivíduo na realidade, reforçando, agitando e aquecendo o sangue, ampliando a voz e a força do coração. Portanto, é um cardiotônico floral por excelência, sendo ainda útil no estímulo do organismo tér­mico, em todos os distúrbios circulatórios, desde os pés e mãos cronicamente frios até as graves arterioscleroses com tendências à gangrena ou aos acidentes vasculares.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...