Google Tag Manager

domingo, 3 de janeiro de 2010

A origem mental da depressão do desemprego


Posted by Picasa
2- A origem mental da depressão do desemprego
A sensação de impotência nos deixa deprimidos.
Por meses, anos, talvez décadas, nos acostumamos a pensar em nós mesmos sempre naquele local de trabalho. Era o que dava à vida certa coerência, nossa rotina diária, nossa tão prezada identidade.
"Quem é você?"-  "Ah, sou o Caldeira da WEG", e você? - "Sou o Schneider da Volkswagen", e você? - "Sou o Guido da Fiat" e assim por diante.
Você mesmo há tempos vinha dizendo assim, certo?
Quando a gente telefona para uma empresa e a recepcionista atende, imediatamente ela pergunta: -"Quer falar com o Mathias? Quem gostaria?, Ah, o Jorge! De onde?" e ela logo espera o nome da empresa que é quase como um sobrenome da pessoa que está ligando, certo?
E agora, o que é que você diz? "Quem é você?" -"Bem, eu não sei mais..." Sua depressão é mais do que natural.
Essa coisa torna-se uma espécie de espiral, que nos força a pensar cada vez mais tempo, todo santo dia, a tentar descobrir o que está errado. O que está errado com as pessoas, o que está errado com a nossa vida, com a nossa situação, o que está errado em tudo, em absolutamente tudo.
Conversamos com os nossos amigos, com nossas familias, mas nossa atenção inevitavelmente se volta para o que está nos desagradando na conversa...ou nas pessoas com quem estamos.
Assistindo a um filme, a uma peça de teatro, a TV, sempre estamos procurando o que nos desagrada. Quando vamos viajar é a mesma coisa: o que detestamos nos lugares que visitamos? Nossa mente se habitua a procurar falhas nas pessoas, ou nas coisas que segundo nossa opinião estão faltando, ou simplesmente são diferentes do jeito que queríamos que fossem.
Quanto mais nos sentimos impotentes, mais deprimidos ficamos. E a obsessão pelo que está de errado no mundo é o melhor caminho para nos sentirmos cada vez mais impotentes, certo?

Remédios
1- Recordemos uma verdade muito simples, cada um de nós sempre tem poder.
Poder para mudar a maneira como encaramos a situação e para modificar nossa própria situação nos dias que virão.
2- Empregue seu tempo em pensar em você mesmo de uma forma diferente. Faça uma análise de tudo o que você sabe fazer e gosta muito de fazer, para aprender a pensar sobre você mesmo, ao invés de um cargo,  a partir dos seus dons; "Sou uma pessoa que adora cozinhar", por exemplo...
3- Empregue o seu tempo pensando no que você gostaria de colaborar, de  fazer com a vida que tem pela frente. É uma oportunidade de se renovar filosoficamente e espiritualmente.
3- Se você quer evitar de ficar deprimido, é fundamental você se concentrar nas coisas boas, voltar a sua atenção para o melhor do que você está vivendo.
Como dizia Baaltasa Gracian: "Acostume-se com os defeitos dos seus amigos, de seus parentes, de seus conhecidos..." E com os defeitos dos seus ex-patrões, seus ex-chefes e de seus ex-colegas de trabalho.
4- Evite ficar o tempo todo sozinho. Saia com os seus amigos e com as pessoas de que você gosta. Vá bater papo, chame-os para ouvir musica com você, para dançar. Promova um belo momento romântico com a pessoa a quem você ama.
Um forte abraço, querido leitor.
Na sequência, iremos ver as Origens Espirituais da Depressão do Desemprego. Aguarde!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...