Google Tag Manager

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

As Origens Espirituais da Depressão do Desemprego


Posted by Picasa
3- As origens espirituais da depressão do desemprego
Sentir que a vida perdeu o significado nos torna deprimidos.
Seu período de procurar emprego vai torná-lo deprimido se você encarar essa experiência - principalmente se você está desempregado há muito tempo - como essencialmente um acidente sem sentido e sem proveito para a sua vida.
Do Livro Manual Paraquedas de Richard N. Bolles: "Anos atrás, compareci a um simpósio médico no qual um médico defendia uma revisão sobre o  que se entendia por cura (ou pelo menos, convalecença.) Dizia que dois pacientes da mesma idade, e com o mesmo histórico médico seriam submetidos a uma mesma cirurgia. Um deles se recuperaria mais rapidamente, enquanto que o outro custaria um longo período para receber alta. Os médicos não fazia idéia da causa do fenômeno. Instalaram-se num dos maiores hospitais de Nova York, buscando descobrir o que o provocava. Usando computadores, decidiram comparar todos os dados sobre o paciente que apresentava uma recuperação mais acelerada. Na verdade, procuravam pelos fatores que, neste paciente, faltavam, em relação ao que demorava mais tempo para ser considerado curado. Com estes dados, começaram a fazer determinadas pesquisas nos computadores.
Por acaso, o paciente com recuperação mais rápida possuía maior dose de otimismo? A pesquisa revelou que não! E possuiria crença religiosa, enquanto aquele com período de recuperação mais longo não a possuía? A resposta à pesquisa revelou que também não!
E assim prosseguiram...E o que descobriram afinal foi o seguinte: aqueles que se recuperavam mais rapidamente encontravam algum significado naquilo que havia acontecido em suas vidas, mesmo que ainda tivessem deixado de decifrar que significado seria esse. Já aqueles que custavam mais para receber alta sentiam que a maioria das coisas que acontecia com eles não poderia ter nenhum significado - ou proveito - para suas vidas. Eram simples acasos, privados de sentido.
De fato, ambos os pacientes foram submetidos a intervenções cirúrgicas em razão de um câncer. Aquele que via um significado - num largo contexto de acontecimentos - no que estava passando recuperou-se rapidamente, enquanto que o outro enfrentou uma recuperação mais longa e atribulada."

Podemos aplicar  esse ensinamento na situação de quem é demitido. Ser despedido do emprego, ou ver a sua profissão extinta no mercado de trabalho, raramente é algo aberrante, um evento sem sentido, como pode parecer.

Continuando no texto citado anteriormente: "A última vez em que fui demitido, isso ocorreu perto do meio-dia e, naquela tarde, às três horas, tinha uma consulta marcada com o meu dentista. Pensei, ironicamente: "Mas que belo dia este vai ser!" Acontece que o meu dentista era um homem experiente, bem mais velho do que eu, e, quando chorei as minha mágoas para ele, falou uma coisa que eu nunca esqueci: "Algum dia,  você vai dizer que esta foi a melhor coisa que já aconteceu na sua vida. Não espero que acredite em mim, agora, mas aguarde e vai ver. Já vi isso acontecer com tanta gente que sei que se trata de uma verdade que irá se aplicar a você também
Ele estava absolutamente certo. Hoje, eu próprio digo que ser demitido naquela ocasião foi a melhor coisa que já me aconteceu, porque me forçou a repensar toda a minha vida e o que eu possuía para dar de contribuição ao mundo. Por exemplo, foi assim que o Pára-quedas começou a nascer. A luz brota da escuridão, não é?

Como grande parte da população do mundo crê, de diversas maneiras, em Deus, quando são sumariamente demitidos de um emprego já de anos, muitos encontram na fé um reforço valioso e diário para enfrentar a situação.
 Se você tem fé, deve confiar nesta verdade: nada acontece por acaso.
Se demorar a encontrar um emprego, também isso tem um significado, mesmo que no momento, você não seja capaz de descobri-lo.

Sentir que não há razão para as coisas que sucedem em sua vida é uma boa maneira de afundar na depressão.

Remédios

1- Se você está procurando emprego há bastante tempo mude suas estratégias. Tente novos procedimentos, novos métodos.
2- Pense na sua vida como numa tapeçaria, tecida por Deus. Cada laço, cada fio, tem um significado.
3- Sente-se e escreva histórias sobre o seu passado, quem sabe num blog seu, como este, naqueles anos em que aconteceram coisas difíceis de superar. Pense a respeito do benefício que aquelas experiências trouxeram para você.
4- Não se sinta abandonado por Deus só porque essa coisa toda aconteceu a você. Lembre-se que Deus não poupa os que acreditam nele, de passar por dificuldades. Dificuldades acontecem a quem tem Fé e também a quem não tem. Acima de tudo, fuja daquela pergunta nociva: "Por que eu?"
5- Busque entender Deus de uma maneira mais elevada. Reflita sobre a seguinte parábola: imagine que você possui, em sua sala de jantar, uma finíssima cadeira de madeira, que certo dia teve seu encosto quebrado em vários pedaços por alguém da casa. Você, então, corre para a rua para chamar um carpinteiro que mora ali perto.O homem vem e examina a cadeira e diz que é impossível fazer o conserto. "Mas, diz ele, acho que posso fazer um belo banco com o que sobrou da cadeira." E acontece que, depois de fazer o seu trabalho o carpinteiro aparece com o mais belo banco que você já viu na vida. Algo que você nem imaginava...O carpinteiro chegou mesmo a fazer incrustações de ouro no banco, que logo se torna o maior tesouro da sua casa.
Deixe-me sublinhar alguns pontos-chave desta parábola. Em primeiro lugar, não foi o carpinteiro que quebrou a cadeira. Mas veio logo que pôde e, utilizando sua arte, com muito empenho, fez dela algo muito melhor do que era antes. Isso custou  talento, esforço, trabalho.
Assim, um conceito mais elevado a respeito de Deus quer dizer: Deus não cria o seu desemprego, nem nenhuma da calamidades que desabam sobre você. ELE nos propicia o poder da livre escolha e são pessoas como nós, no mundo, que, valendo-se desse direito de escolha que Deus deu a todos que causam estas calamidades.
O que Deus faz, assim como o carpinteiro, é estar presente a cada momento em que utilizamos o poder da livre escolha, de forma a nos oferecer a oportunidade de reparar nossa vida e, até mesmo, de fazer dela algo ainda mais precioso do que era antes. Não se trata aqui de coisas físicas - como o banco-, mas de um trabalho espiritual que dá significado e sentido mesmo às coisas mais duras por que passamos na vida.
6- Não limite sua fé apenas ao que você pode sentir. Se é incapaz de sentir a presença de Deus nestes momentos difíceis, isso apenas significa que as dificuldades fazem nossos sentidos e sensações deixarem de funcionar direito. Podemos estar num momento em que o nevoeiro impede nossa visão. Caminhe sempre orientado por sua fé.

Um abraço,  estimado leitor!
Na próxima postagem veremos: As origens físicas da depressão do desemprego. Até lá!
.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...