Google Tag Manager

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Novas Rotas Levam à Olimpíada

Novas rotas levam à Olimpíada

Transoeste Rio

Após 13 anos de inércia no transporte público, o Rio de Janeiro deu a largada para um dos projetos mais ambiciosos dos Jogos Olímpicos de 2016.
Na última quinta-feira, a Prefeitura começou as obras da Transoeste, um corredor expresso que ligará a Barra da Tijuca a Santa Cruz. Uma obra que criará mais duas vias semelhantes: a Transolímpica, que liga a Barra da Tijuca a Deodoro, e a Transcarioca, entre a Barra e a Penha.
O projeto é uma resposta do Rio às críticas do Comitê Olímpico Internacional (COI) ao sistema de transportes da cidade, uma das deficiências da candidatura brasileira. Se for concluída a tempo, a obra redesenhará o trânsito da cidade e desafogará vias mais utilizadas, como a Linha Amarela.
A grande aposta do projeto é o sistema de Bus Rapid Transit (BRT), que é um corredor exclusivo de ônibus articulados capaz de transportar até cem mil passageiros por dia. A Transcarioca, por exemplo, será construída exclusivamente para o sistema BRT.
A primeira a ficar pronta será a Transoeste. A estimativa é que o corredor viário seja concluído em dois anos. A obra custará R$ 692 milhões aos cofres públicos e reduzirá à metade o tempo médio de viagem entre a Barra e Santa Cruz. A via comportará o trânsito de veículos comuns, mas terá faixa exclusiva para os BRTs.
Das três vias, a mais ambiciosa é a Transolímpica.
Considerada a maior obra viária do país nos últimos 30 anos, ela terá 26 quilômetros de extensão e ligará a Vila Olímpica, no Rio Centro, e o Parque Olímpico do Rio, no Autódromo de Jacarepaguá, ao Parque Radical do Rio, em Deodoro.
Ela também será a mais ampla, aberta a veículos e com faixas exclusivas para os BRTs. O edital de licitação do corredor será lançado em setembro e as obras estão programadas para começar no primeiro semestre de 2011.
Para concluir as obras da Transcarioca e da Transoeste 3 mil propriedades terão de ser desapropriadas.
A Prefeitura ainda não tem os números exatos, mas espera que as desapropriações para a construção da Transolímpica sejam bem menores.
Atraso nas obras
A revolução que a iniciativa promete na área viária da cidade é necessária para o funcionamento do transporte público nas Olimpíadas. No entanto, as obras já estão atrasadas. A construção da Transcarioca estava prevista para começar em março, mas não foi iniciada até agora, mais de três meses depois, porque a burocracia federal retém as verbas do projeto.
- Aguardamos a autorização de pagamento do Tesouro Nacional, já que a verba é oriunda do PAC Mobilidade. O cronograma de obras foi ajustado - informou a Secretaria de Obras do Município.
JORNAL DO BRASIL - RJTEMA DO DIA12/07/2010
A situação da Transolímpica é pior. A via será entregue com atraso de um ano em relação ao cronograma inicial. Além disso, a frota de BRTs prometida no relatório entregue ao COI será menor que a metade. Dos 130 ônibus inicialmente oferecidos, apenas 60 estarão em atividade.

13 de Julho de 2010

Fonte: LinkedIn Ricardo Gomes Silva

 

O Corredor Transoeste foi concebido como um corredor expresso fechado, seguindo o conceito de tronco alimentador, apresentando elevada capacidade de transporte de passageiros.

Na implantação deste novo sistema está prevista a construção do Túnel da Grota Funda e a duplicação da Avenida das Américas entre a Avenida Salvador Allende e a Estrada da Pedra de Guaratiba.

Nos terminais e estações intermediárias está prevista a instalação de bilheterias e catracas para controle de acessos. Em Guaratiba estão previstas quatro estações: Grota Funda, Mato Alto, Magarça e Cinco Marias. O Corredor Transoeste será constituído por uma linha troncal expressa e uma paradora, racionalizando o transporte público atual.

As estações paradoras permitirão a parada simultânea de dois ônibus em cada sentido e as estações conjugadas (expressa e paradora), possibilitarão a parada simultânea de até três ônibus em cada sentido.

O veículo padrão das linhas troncais (expressa e paradora) deverá ser do tipo articulado. Os pontos de integração para as linhas alimentadoras serão padronizados e localizados de forma a minimizar a distância a ser percorrido pelos passageiros.

Serão construídas duas galerias no Túnel da grota Funda, duplicação da Avenida das Américas no trecho entre o Canal do Rio Portinho até a Estrada da Pedra de Guaratiba, com nova iluminação, canteiro central, pistas segregadas para o BRT (Bus Rapid Transit) e novas rótulas de acesso aos bairros da região. Duplicação das pontes sobre a Av. Vereador Alceu de Carvalho, Rio Portinho e Rio Piraquê, construção de viadutos sobre a Estrada do Pontal, Rua Estrela da Tarde e Estrada da Barra de Guaratiba.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...