Google Tag Manager

domingo, 25 de setembro de 2011

Os Arcanos do Taro e os Florais de Minas 38/78

Os Arcanos do Tarô e os Florais de Minas 38 de 78
38 taro
38- Senhora de Taças XXXVIII
38- XXXVIII – A Senhora da Copa – Queen – Q – Dama de Coração - (Arcano 38 – A Senhora de Taças)
Benevolência, amizade de senhoras de alta posição. Para um homem: belo e rico casamento. Justiça, equilibrio, favores e proteção.
Esta lâmina denota casamento rico e feliz para um homem. Para todas as pessoas em geral indica amizade de senhoras de posição.
Ler mais: http://biometrio.blogspot.com/2011/08/taro-egipcio-significado-os-78-arcanos_13.html#ixzz1WKJCrnYK
Rainha de Copas
A Rainha de Copas personifica o lado feminino do elemento Agua, conecta com a sensibilidade, a intuição, a mediunidade e o espírito de sacrifício.
Ela é o agente que nos possibilita associar imaginação e ação, criatividade e utilidade social. É a realização que se efetua por meio do uso da imaginação.
Retrata uma fase de calma, de espera, amparada no contato com o nosso eu interior a fim de obter clareza paqra nossos planos futuros.
No âmbito profissional, esta carta pode demonstrar a utilização da sensibilidade e da intuição no trabalho.
No âmbito das relações pessoaisk pode trazer aproximações sensíveis e amorosas. É a disposição de nos entregarmos com afeição e entendimento mútuo.
Apresenta a possibilidade de se abrir às imagens do insconsciente, aguça o aspecto misteriosos do feminino. Traz intuições e clarezas, como também pode representar os nossos pesadelos e temores.
Em sua polaridade negativa pode ser uma figura enigmática, distante e insondável. Pode estar propensa a atrair problemas por onde quer que passe, uma vez que aciona as forças inconscientes e tudo aquilo que está escondido dentro dos outros. Por este motivo pode iniciar processos conflitantes sem aparentemente fazer nada. É a catalizadora dos sentimentos mais profundos e das fantasias ocultas do inconsciente.
Traz, nas mulheres, o confronto com o feminino; instiga os homens um aprofundamento na vida interior. Para estas funções a Rainha de Copas pode, literalmente, utilizar a figura de uma mulher com as características supracitadas.
Dado ao intercâmbio da imaginação com a ação e à realização por meio do contato com o inconsciente, esta estação se enquadra ao trabalho terapêutico da Fórmula dos Florais de Minas do Sexto Chakra.
Sob a influência da Rainha de Copas e a fim de se proteger dos excessos da ligação com o inconsciente, com a intuição, essências Florais de Minas como Linum, Luceris e Millefolium podem ser de grande utilidade.
Luceris - floral de Minas
Luceris - foto © Florais de Minas

Fórmula do Sexto Chakra

  • Qualidades Resumidas: Confere a capacidade de visualizar e compreender conceitos mentais (inteligência) e por em prática as ideias. “Trabalha” favorecendo a concretização do que se idealiza e do que se imagina. Traz consciência de nossas ações, pensamentos e sentimentos. Útil como coadjuvante floral no tratamento das disfunções visuais e endócrinas (em virtude da ligação entre esse centro e a hipófise). Composição: Ficus, Leonurus, Luceris, Pyllanthus e Rosmarinus.
Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo.


 
linum2

Linum Linum usitatissimum L.

  • Nome Popular: Linho
  • Família Botânica: Linaceae
  • Qualidades Resumidas: Para aqueles indivíduos que experimentaram forte expansão de consciência, através de experiências muito duras e unilaterais, tendo como consequência sequelas em seus planos interdimensionais. Útil quando há indefinição sobre quais pensamentos e emoções pertencem à pessoa e quais pertencem a terceiros. Para aqueles cujo sistema nervoso se encontra abalado pelo abuso de drogas, sexo, alimentos, contatos mediúnicos e magias pessoais. Para as auras “manchadas” ou “rompidas”, as quais permitem livre acesso de “material ou energias estranhas” ao Eu. A essência busca no âmago da alma os conceitos de restauração e regeneração, conferindo uma atuação protetora e emergencial, atingindo tanto os corpos sutis quanto os densos da individualidade. Trata-se de um “alfaiate angelical” especializado na reforma ou restauração das “vestimentas” da alma.
Luceris - floral de Minas
Luceris - foto © Florais de Minas

Luceris Chamaesyce hirta (L.) Millsp.

  • Nome Popular: Erva-de-santa-luzia
  • Família Botânica: Euforbiaceae
  • Qualidades Resumidas: Para os indivíduos cujo desenvolvimento extrassensorial, paranormal ou espiritual encontra-se descontrolado, o que ocasiona conflitos emocionais ou desconforto mental. Para as degradações energéticas surgidas durante os processos meditativos, insistentemente mal conduzidos, os quais podem resultar em estimulações, desvios e ilusões. Para aqueles insuficientemente purificados e despreparados para os contatos superiores, que podem adulterar o afluxo das energias espirituais, tornando-se vítimas de congestão cerebral, cansaço, confusão mental, incapacidade de concentração, perdas do poder de autocrítica, emotividade exacerbada, irritabilidade, agressividade, insônia e sensação de ofuscamento das faculdades visuais e auditivas.
Para as pessoas que tentam despertar, artificialmente, os seus poderes psíquicos, atraindo as forma-pensamentos inferiores. Para os sintomas típicos do “astralismo”. A essência ajuda corrigir as ilusões sutis e enganosas do trabalho meditativo mais avançado, em que o ego pode subrepticiamente assumir as rédeas das comunicações, alterando a verdade em vantagem própria. Aumenta a capacidade de vigília com relação à natureza dos afluxos energéticos provenientes dos níveis extrafísicos de manifestação. Trata-se de uma essência tonificante da imaginação visionária, sem a qual não é possível “olhar” a corrente de imagens interiores. Para aqueles que já estão suficientemente maduros para galgar certos saltos qualitativos em seus poderes psíquico-espirituais, a essência representa uma chave e um símbolo para uma nova conquista e da implacável responsabilidade.Luceris coopera constante e gradativamente para o despertar dos chakras superiores, favorecendo a clarividência e a clariaudiência. A essência “ascende” na alma a iluminação, interna e externa, ajudando no discernimento e na expansão da consciência mística. Pode compor um colírio floral por excelência, sendo que em tal caso a solução-estoque deve ser diluída em soro fisiológico.
Millefolium - floral de Minas
Millefolium - foto © Florais de Minas

Millefolium Achillea millefolium L.

  • Nome Popular: Milefólio
  • Família Botânica: Asteraceae
  • Qualidades Resumidas: Para os indivíduos que estão atravessando mudanças que lhes podem ser dolorosas. Para a personalidade supersensível às ideias de terceiros, aos ambientes circundantes e às influências dos outros. Esta essência floral ajuda a romper hábitos arraigados e ligações outrora valiosas, dando proteção àquele que se sente vítima de encantamentos, “vampirismos” e toda a sorte de radiações ou emanações psíquicas ou espirituais negativas. Deve ser ministrada durante os estágios de transição espiritual, psíquica ou biológica (dentição, puberdade, menopausa, andropausa, gravidez, amputação de membros, separação, divórcio, mudanças de trabalho, de local de moradia, perda de emprego, etc.). Útil àqueles que estão tentando se livrar de vícios (alcoolismo, tabagismo, drogas e psicotrópicos), principalmente quando são induzidos por influências alheias ou externas. Millefolium deve ser empregada como uma espécie de “âncora” na formulação floral composta, quando se percebe a necessidade de harmonizar as profundas mudanças que o indivíduo poderá experimentar durante o tratamento, principalmente quando essências catárticas são ministradas.Millefolium fortalece os contornos da aura, tornando-a mais impenetrável às vibrações incompatíveis com os padrões da individualidade. Ajuda a alma manter-se fiel ao destino que lhe foi traçado, a cumprir seus desígnios mais profundos, sem permitir a interferência indevida de outros elementos ou forças estranhas. Desperta as qualidades de aceitação e adaptabilidade, imprescindíveis à verdadeira libertação interior.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...