Google Tag Manager

sexta-feira, 30 de março de 2012

Imagens de web cam on line de varias partes do mundo

Imagens de web cam on line de várias partes do mundo.
Confira em


http://www.earthcam.com/


Voce vai gostar, estimado leitor.

quarta-feira, 28 de março de 2012

O Poder da Oração sobre a Agua
Relato das pesquisas com agua cristalizada por Massaru Emoto, Japão.


Mais mensagens gravadas na Água

O Espírito de entrevistas Ma'at
Dr. Masaru Emoto

por Reiko Myamoto Dewey

Fonte original em inglês: http://www.spiritofmaat.com/archive/nov1/cwater.htm

Pergunta: Temos lido o seu livro A Mensagem da Água, e que introduziu em nosso site na nossa edição de agosto (ver'' cristais de água conscientes:. O Poder da Oração se torna visível'') tem sido o nosso artigo mais popular, com seus leitores aumentando a cada semana, e tem levantado muitas questões.

Você mencionou no seu livro de como você deve digitar as palavras em um pedaço de papel e cole estas palavras escritas em uma garrafa, e ver como a água reagia às palavras - que tipo de cristais foram formados a partir das palavras. De sua pesquisa, você é capaz de discernir se a reação da água veio da vibração das palavras reais que foram coladas sobre as garrafas, ou se a intenção da pessoa que estava colando as palavras na garrafa influenciou a experiência em qualquer forma?

DR. Dr. Emoto: Esta é uma das áreas mais difíceis de esclarecer. No entanto, de continuar esses experimentos, chegamos à conclusão de que a água está reagindo às palavras. Por exemplo, para a nossa viagem para a Europa nós tentamos usar as palavras'' obrigado'' e'' você enganar'' em alemão. As pessoas da nossa equipe que tiraram as fotografias dos cristais de água não entendia o alemão para'' enganar você,'' e ainda fomos capazes de obter exatamente o mesmo tipo de resultados nas diferentes formações de cristal baseado nas palavras usadas .

Pergunta: Você descobriu que a distância fez alguma diferença quando as pessoas estavam orando sobre a água? Por exemplo, se as pessoas no Japão fossem orar sobre a água na Rússia, isso seria diferente das pessoas rezando sobre a água que está bem na frente deles?

DR. Dr. Emoto: Nós só experimentou uma vez com isso no livro. Mas a partir desse experimento, a distância não parece importar. A intenção e orações da pessoa ainda influenciado a água. Nós ainda não tentamos mais experimentos de longa distância. No entanto, o meu sentimento é que a distância não faria muita diferença. O que faria a diferença é a pureza da intenção da pessoa fazendo a oração. Quanto maior a pureza de intenções, a menos de uma diferença a distância se tornaria.

Pergunta: Você já viu alguma diferença entre uma pessoa orando sobre a água contra um grupo inteiro de pessoas rezando sobre a água?

DR. Dr. Emoto: Desde que a água reflete a energia composta do que está sendo enviado para ele, a estrutura cristalina reflete as vibrações compostas do grupo. Assim, uma pessoa rezando reflete a energia ou intenção de que uma pessoa. Em termos de poder que o efeito pode ser, se você tiver uma pessoa orando com um senso profundo de clareza e pureza, a estrutura cristalina será clara e pura. E mesmo que você pode ter um grande grupo de pessoas, se a sua intenção de um grupo não é coeso, você acaba com uma estrutura coesos na água. No entanto, se todos estão unidos, juntos, você vai encontrar um harmônico e bonito cristal como um criado pela oração de uma pessoa com grande pureza.

Em um de nossos experimentos, tínhamos um pouco de água sobre uma mesa e 17 participantes, todos em pé, em círculo ao redor da mesa, segurando as mãos. Em seguida, cada um dos participantes disse uma palavra bonita de sua escolha para a água. Palavras como unidade, amor e amizade. Nós levou antes e depois de disparos e foram capazes de obter algumas estruturas cristalinas belas como um resultado deste. Eu tenho alguns slides que eu estarei mostrando desses cristais na minha próxima turnê européia.

Pergunta: A água é influenciada imediatamente, ou há um intervalo de tempo?

DR. Dr. Emoto: Nesses casos nós observamos a Água imediatamente, então nós podemos dizer que a Água é mudada instantaneamente.

Pergunta: Você alguma vez já testou líquidos humanos, como a saliva etc, sangue, urina?

DR. Dr. Emoto: Sim, temos certamente. No entanto, os fluidos com outros elementos delas, como a água do mar, sangue e urina, não formam cristais. No entanto, pode-se diluir com água destilada para algo como 10 para a potência de -12 ou -20. Isso dilui o componente dos outros elementos do fluido para o ponto em que podemos congelar a amostra e obter cristais.

Pergunta: Então você pode ver o efeito que a cura energética ou a prece tem sobre uma pessoa olhando os cristais formados pelo seu sangue ou urina?

DR. Dr. Emoto: Até onde experimentos relacionados ao corpo humano estão em causa, há uma série de influências sutis que também precisam ser levados em consideração. Então, embora estejamos a olhar para isso, nós não publicamos nenhuma informação ainda. No entanto, você pode olhar para a frente a ouvir falar nas nossas descobertas sobre isso no futuro

Pergunta: Se pudéssemos impregnar água com a energia de várias palavras, por exemplo, com a palavra,'' saúde'', então poderemos ter a Água com essa vibração e usá-lo para fazer coisas como crescer água, alimentos, plantas, etc?

DR. Dr. Emoto: Não tentamos isso, mas algumas pessoas que leram o livro estão experimentando com água da torneira e engarrafamento palavras taping como o amor'''' e'''' apreciação na garrafa e usar essa água para regar as plantas, ou para colocar flores dentro Eles estão descobrindo que as flores duram muito mais, e que as plantas no jardim estão muito mais radiantes.

Pergunta: Uma vez que uma certa vibração é apresentada à água, quanto tempo a água'''' lembrar que a estrutura cristalina?

DR. Emoto: Este será diferente dependendo da estrutura original do própria água. Água de torneira perde a sua memória rapidamente. Referimo-nos à estrutura cristalina da água como aglomerados''.'' Quanto menor o aglomerado, mais tempo a água irá manter a sua memória. Se existe muito espaço entre os aglomerados, outra informação pode facilmente se infiltrar nesse espaço, tornando difícil para os aglomerados manterem a integridade das informações. Outros microorganismos também podem entrar nesse espaço. Uma estrutura de ligação apertado é melhor para manter a integridade da informação.

Pergunta: Que tipos de palavras criam aglomerados menores e que tipos de palavras criam aglomerados de maior dimensão?

DR. Dr. Emoto: gírias como'' enganar'' você destruir clusters. Você não verá qualquer tipo de cristal nesses casos. Palavras e frases negativas criam grandes aglomerados ou não formam aglomerados, e positivas, belas palavras e frases criar aglomerados pequenos e próximos.

Pergunta: Você disse que algumas palavras negativas não formam aglomerados, mas podemos ver nas suas fotos que elas ainda assim formam padrões característicos. Como você classifica esses modelos?

DR. Dr. Emoto: Pense nisso em termos de vibração. É fácil entender que a língua - a língua falada - tem uma vibração. Bem, as palavras escritas também têm uma vibração. Tudo na existência tem uma vibração. Se eu fosse desenhar um círculo, a vibração de um círculo seria criada. Desenho de uma cruz vai criar a vibração de uma cruz. Então, se eu escrever as letras AMOR, estas letras formarão a vibração de amor. A água pode ser impressa com essas vibrações. Palavras bonitas têm vibrações bonitas e claras. Mas palavras negativas colocam vibrações feias e incoerentes, que não formam aglomerados. A língua não é algo artificial, mas é algo que existe naturalmente. Acredito que a língua é criada pela natureza.

Pergunta: Isso significa que cada palavra tem a sua própria assinatura de vibração ou aglomerado que é único?

DR. Dr. Emoto: Sim. Durante a nossa evolução, nós aprendemos quais sons são perigosos, quais sons são calmantes e seguros, quais sons são prazerosos e assim por diante. Nós, vagarosamente, aprendemos sobre as várias vibrações das leis da natureza. Nós aprendemos isso pelo instinto e pela experiência. Nós acumulado esta informação ao longo do tempo. Começamos com alguns sons simples como'' a'' ou'' u'' ou'' E'', que evoluiu para sons mais complexos como o amor''.'' E estas palavras positivas criaram'' naturais'' cristalina estruturas - que são todas baseadas no hexágono.

De facto, a estrutura de toda a evolução na natureza, a partir de uma perspectiva informacional, é baseada no hexágono. A razão hexágonos é formado tem a ver com a reacção química do anel de benzeno. Acredito que tudo que não tem esta estrutura básica hexagonal é de acordo com as leis da natureza, contém uma vibração destrutiva. Assim, quando olhamos para as coisas que não existem naturalmente - coisas que foram criadas artificialmente - muitos deles não possuem essa estrutura hexagonal e então elas têm, acredito, uma vibração destrutiva.

Este princípio é o que eu penso que torna palavras de xingamento e insulto destrutivas. Essas palavras não estão em conformidade com as leis da natureza. Assim, por exemplo, eu penso que você provavelmente achará taxas mais altas de crimes violentos em áreas onde muita linguagem negativa está sendo usada. Assim como diz a Bíblia, primeiro veio a Palavra, e Deus criou toda a criação a partir do Word.

Então, as palavras convertem as vibrações da natureza em som. E cada língua é diferente. Japonês tem seu próprio conjunto de vibrações que difere do norte-americano. A natureza na América é diferente da natureza no Japão. Um cedro americano é diferente de um cedro japonês, então as vibrações que vêm dessas palavras são diferentes. Desta forma, nada contém a mesma vibração que a palavra arigatô. Em japonês, Arigato meio'' obrigado.'' Mas mesmo quando não há esse significado mútuo subjacente, arigato e obrigado criar diferentes estruturas cristalinas. Toda palavra em toda língua é única e existe somente naquela língua.

Pergunta: Você se deparar com uma determinada palavra ou frase em sua pesquisa que você encontrou para ser mais útil na limpeza das águas naturais do mundo?

DR. Dr. Emoto: Sim. Existe uma combinação especial que parece ser perfeito para isso, que é o amor além da combinação de gratidão e reconhecimento refletidos na palavra gratidão Inglês. Apenas um deles não é suficiente. Amor precisa ser baseado em gratidão e gratidão precisa ser baseada no amor. Estas duas palavras juntas criam a mais importante vibração. E é ainda mais importante que entendamos o valor dessas palavras. Por exemplo, sabemos que a água é descrita como H2O. Se fôssemos olhar para o amor e gratidão como um par, gratidão é o H eo amor é o O. Água é a base que não apenas apóia, mas também permite a existência de vida. No meu entendimento do conceito de yin e yang, da mesma forma que há um O e dois Hs, nós também precisamos de uma parte Yang / Amor para duas partes de Yin / gratidão, para chegar a um lugar de equilíbrio no equação.

O amor é uma palavra activa e gratidão é passivo. Quando você pensa de gratidão - uma combinação de apreço e gratidão - há uma qualidade de desculpa. A palavra japonesa para a gratidão é kan-sha, consistindo em dois caracteres chineses: kan, que significa sentimento, e sha, desculpa. Está vindo de um espaço de reverência, dando um passo ou dois atrás. Creio que o amor proveniente deste espaço é o amor ideal, e pode mesmo conduzir a um fim às guerras e conflitos no mundo. Kan-sha é inerente à substância H2O - um elemento essencial para a vida.

Pergunta: Então, se nós estávamos a desenvolver um carro que pode correr sobre a água em vez de gasolina, e devolver a água para a atmosfera e, posteriormente, de volta ao espaço, desta forma, isso seria uma forma de cumprir nossa tarefa?

DR. Dr. Emoto: Penso que seria uma coisa maravilhosa, e por causa de preservar a Mãe Natureza é a direção que precisamos ir. No entanto, desde que a água é o espelho que reflete o nosso nível de consciência, uma grande porcentagem das pessoas no planeta, pelo menos 10 por cento das pessoas, precisa ter o amor ea consciência de kan-sha. Quando o fizerem, então chegará o tempo quando a água pode ser usada para substituir a gasolina. E a razão de eu dizer 10 por cento é que esta relação se reflete na natureza. Quando olhamos para o mundo das bactérias, por exemplo, existem 10 por cento de bactérias boas, 10 por cento ruim, e uma maioria de 80 por cento bactérias oportunistas que podem ir de qualquer maneira. Ao olhar para os diversos problemas ambientais que enfrentamos, e as tarefas que precisamos cumprir para o planeta, se pudéssemos ter mais de 10 por cento das pessoas conscientes, que eu acredito que poderia puxar os 80 por cento nessa direção , também.

E então eu acredito que as pessoas que estão seguindo um caminho espiritual estão promovendo paz para o planeta e para outras pessoas. Se pudéssemos unir a este nível de consciência, então estaremos lá.

Eu sinto que o meu livro A Mensagem da Água, deu à luz a uma mensagem convincente por uma língua comum para todo o mundo. Não porque eu o escrevi, mas porque eu sei que nasceu através de kan-sha pela humanidade. Eu acho que é por isso que tantas pessoas de outros países querem me entrevistar sobre o livro. Estou sendo convidado para dar palestras em seis diferentes locais da Europa. As coisas têm vindo em non-stop a partir do estrangeiro.

Pergunta: Você acredita que a água em si é consciente e está reagindo às palavras?

DR. Dr. Emoto: Eu entendo que muitos de seus leitores são pessoas interessadas em assuntos espirituais, e eu gostaria de responder a esta questão a partir dessa perspectiva. Acredito que antes a água Adão e Eva se realizou a consciência de Deus - que a intenção de Deus foi colocada no meio da água, e que este foi usado na criação da Terra e da Natureza. Em outras palavras, todas as informações necessárias para a Criação de Deus foi refletida na água.

E então nós - Adão e Eva - foram colocados na Terra para ser os guardiões para a Criação de Deus. Eu acredito que a água realizada a consciência de Deus, até então, mas que, depois de os cuidadores foram colocados na Terra, a água tornou-se um vaso vazio a espelhar e refletir o que estava no coração. Tornou-se um recipiente para transportar energia e informação. Portanto, desde essa época, eu acho que a água tomou a qualidade de simplesmente refletindo as energias e pensamentos que ela está exposta; que já não tem a sua própria consciência. Água reflete a consciência da raça humana.

Pergunta: Você poderia contar-nos os seus pensamentos filosóficos sobre o que você acredita que esses cristais de água são realmente?

DR. Dr. Emoto: Depois que o livro foi publicado, eu estava pensando sobre isso, e cheguei à conclusão de que esses cristais são espíritos. Há muitos paralelos. Quando o gelo derrete, a estrutura cristalina se torna uma ilusão. É aí - e ainda não está lá, porque você não pode mais vê-lo.

Da mesma forma, quando uma pessoa morre o seu corpo perde algumas gramas de peso - o que algumas pessoas pensam nisso como o peso da alma. Mas, então, muitas vezes podemos vê-los visualmente. Eu acho que a alma tem massa, e que retorna às moléculas de água. E porque não tem massa, ela é afetada pela força gravitacional da Terra. E assim, por vezes, a alma não pode transição para o outro lado.

No Budismo, nós falamos sobre a realização sattori, ou alcançar a iluminação. As pessoas que alcançam sattori não se tornam fantasmas. Eles são capazes de atingir um certo estágio de desenvolvimento no nível da alma e voltar para Deus por um tempo antes de se mudarem para a sua próxima missão

Viajamos aqui para a Terra sobre os cristais de água das esferas de gelo [Nota do Editor: Você vai ouvir mais sobre esse fenômeno surpreendente em uma próxima edição do Spirit of Ma'at sobre o tema da água.] Terra não é nossa terra natal. Não havia nada aqui. Então essas almas podem voltar para suas casas nativas por algum tempo. Isso é sattori, ou iluminação. No entanto, a maioria das pessoas no planeta não são capazes de atingir a iluminação. Para alcançar a iluminação significa ser capaz de se desapegar completamente o ego e os nossos apegos mundanos.

Nos últimos 100 anos a população mundial aumentou de 1.000 a 6.000 milhões. Durante esses 100 anos, a guerra eo capitalismo dominou o planeta. Ao invés de ser capaz de retirar de nossos desejos, o oposto foi verdade. Nossos desejos cresceram e cresceram. Muito poucas pessoas têm sido capazes de alcançar a iluminação neste ambiente. Poucas almas têm sido capazes de ir para casa'''', e eu acredito que eles permaneceram na Terra na forma de água. Este se conecta ao conceito de reencarnação, onde estes espíritos continuam caindo de volta à Terra e precisam refazer suas vidas aqui.

Pergunta: Então, quando uma pessoa morre, se eles são incapazes de atingir sattori naquele momento, sua alma permanece no planeta como a água?

DR. Dr. Emoto: Isso é o que eu acredito, sim. O personagem japonês para o espírito é uma combinação das palavras'' chuva'' e'' alma.'' Pessoas que viram fantasmas relatar vê-los em água ou em lugares onde há muita umidade. É como se a marca da alma, que é na forma de água, de repente, toma forma quando rodeado por água ou umidade - bem como uma miragem.

E assim, olhando para as fotos dos cristais de água eo impacto que está tendo, eu cheguei à conclusão de que estes mesmos são fantasmas. Até agora, eu tinha pensado em fantasmas como algo a ser medo, algo que não podia fazer nada. Mas assistindo esses cristais, percebi que simplesmente projetar uma bela música e palavras para eles, os cristais ou fantasmas torna-se bela. Se for esse o caso, não há nada a temer. Precisamos que todos saibam sobre isso, e todos usam palavras bonitas e oferecer uma bela música, e criar a beleza no ambiente.

Ao receber belos pensamentos e sentimentos, palavras e música, os nossos espíritos ancestrais mais leve e agora são capazes de fazer a transição para casa''.'' Quando consideramos isso, podemos ver a importância das tradições como Obon [a tradição do verão japonês, onde espíritos ancestrais são convidados de volta para passar o tempo com a família e os antepassados são tomadas de cuidados e respeitados].

Quando estamos vivos, o corpo humano é de aproximadamente 36 graus Celsius. Esta é a temperatura dos fluidos no corpo. Quando morremos, isso vai para zero graus Celsius. Quando morrer e ir para o outro lado, atravessando o rio, já não somos capazes de mover nossos corpos. Mas a estrutura cristalina da alma emerge. É como a água. Quando a água se transforma em gelo, a estrutura cristalina torna-se visível, mas também torna-se imóvel. Assim cristal'''''' igual a espírito.''

Pergunta: Muito obrigado.


quarta-feira, 21 de março de 2012

Organizacao e metodos como funcao do gestor

Organização e métodos nas empresas é função atual de todo o gestor.

Fonte: 
http://organizacao-metodos.webnode.com.br/


FALANDO SOBRE O e M

 Profissionais
No Brasil, a carreira de Organização e Métodos teve muito prestígio nas décadas de 1970 e 1980, sendo incluída no currículo mínimo do curso de administração pelo Conselho Federal de Educação. 

Graças a isto e ao aumento do número de administradores, houve um avanço significativo na gestão das empresas brasileiras. 

Paralelamente, a partir da década de 1980, a função da qualidade ganha prestígio e incorpora algumas das atribuições de O&M.
 
Os principais cargos dos profissionais desta área são: Analista de O&M e Gerente de O&M. 

Embora tenha sido reduzida a demanda destes profissionais, muitas empresas ainda os procuram como forma de obter melhorias consistentes em suas organizações. 

Outras organizações se utilizam de consultorias externas, cujas metodologias consistem basicamente em técnicas de O&M.

 OSM

Organização, Sistemas e Métodos é uma área clássica da administração que lida com um conjunto de técnicas que tem como objetivo principal aperfeiçoar o funcionamento das organizações. 

A função de Organização e Métodos é reconhecida pelas siglas: O&M e OSM (Organização, Sistemas e Métodos).


Descrição das atividades

Dentre as atividades de O&M, as mais comuns são:

  • Desenho, racionalização e normatização de processos e procedimentos organizacionais;
  • Desenho, formalização e mudança da estrutura organizacional;
  • Desenho, racionalização e normatização de formulários;
  • Normatização e racionalização do uso do espaço físico e layout na empresa.
    • Organizar a Estrutura Administrativa da Empresa
    • Colher e Avaliar Indicadores de Produtividade
    • Otimizar Layouts e Fluxos de Processos Administrativos e Operacionais
    • Obter Maior Controle sobre os Custos da Empresa
    • Consultoria e Diagnóstico Organizacional;
    • Pesquisa de Clima;
    • Desenvolvimento Gerencial;
    • Cargos e Salários;
    • Planejamento Estratégico;
    • Treinamento e desenvolvimento profissional.
    • Dentre as atividades de O&M, as mais comuns são (Caldas, 1999, p. 7):
      • Desenho, racionalização e normatização de processos e procedimentos organizacionais;
      • Desenho, formalização e mudança da estrutura organizacional;
      • Desenho, racionalização e normatização de formulários;
      • Normatização e racionalização do uso do espaço físico e layout na empresa.
      • Análise do problema
        Análise de processos de negócios
        Planilhamento e tabulação de problemas versus soluções
        Implantação de novos processos ou sistemas
        Acompanhamento do ciclo de vida da solução
        Desenho, racionalização e normatização de processos e procedimentos organizacionais; 
        Desenho, formalização e mudança da estrutura organizacional;
        Desenho, racionalização e normatização de formulários;
        Normatização e racionalização do uso do espaço físico e layout na empresa.

        Origem: Wikipédia
        Organização, Sistemas e Métodos é uma área clássica da administração que lida com um conjunto de técnicas que tem como objetivo principal aperfeiçoar o funcionamento das organizações. A função de Organização e Métodos é reconhecida pelas siglas: O&M e OSM (Organização, Sistemas e Métodos).
         Para Oliveira (2005, p.478), a responsabilidade básica da área de Sistemas, Organização e Métodos é a de executar as atividades de levantamento, análise,Economia / Contabilidade

        A função de Organização e Métodos baseava-se originalmente na abordagem estruturalista da administração, composta da Teoria da Burocracia de Weber e na Teoria Estruturalista. 
        Hoje a ênfase de O&M é dada pela Teoria da Contingência e Holismo, embora a base ainda seja a Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Teoria Geral dos Sistemas.
        Desenvolvimento de estudos para otimização de processos de negócios, através dos seguintes requisitos:
        Não, eu não estou me referindo aquele famoso chocolate em forma de bolinhas que quase todo mundo já experimentou. 


        O & M é a sigla para Organização e Métodos e que diz respeito à área da administração responsável pela aplicação sistemática de inúmeras técnicas administrativas, que buscam ampliar a competitividade das organizações através da racionalização e estruturação de processos.


        Organização, Sistemas e Métodos é uma área clássica da administração que lida com um conjunto de técnicas que tem como objetivo principal aperfeiçoar o funcionamento das organizações. 

        A função de Organização e Métodos é reconhecida pelas siglas: O&M e OSM (Organização, Sistemas e Métodos).


        Para Oliveira (2005, p.478), a responsabilidade básica da área de Sistemas, Organização e Métodos é a de executar as atividades de levantamento, análise, elaboração e implementação de sistemas administrativos na empresa. 

        O objetivo é o de criar ou aprimorar métodos de trabalho, agilizar a execução das atividades, eliminar atividades em duplicidade, padronizar, melhorar o controle, fazer o gerenciamento dos processos e solucionar problemas, também chamados de patologias organizacionais.

        Segundo Cury (2005, p.122) a função de Organização e Métodos é uma das especializações de Administração que tem como objetivo a renovação organizacional. Ela modela a empresa, trabalhando sua estrutura (organograma), seus processos e métodos de trabalho.
        A função de Organização e Métodos baseava-se originalmente na abordagem estruturalista da administração, composta da Teoria da Burocracia de Weber e na Teoria Estruturalista. Hoje a ênfase de O&M é dada pela Teoria da Contingência e Holismo, embora a base ainda seja a Teoria do Desenvolvimento Organizacional e Teoria Geral dos Sistemas.
        Segundo Cury (2005), Organização e Métodos é uma das especializações da Administração que tem como objetivo a renovação organizacional. Ela objetiva modelar a empresa, trabalhando sua estrutura (organograma), seus processos e métodos de trabalho em busca da melhoria contínua. É uma ferramenta para a competitividade e que possui os seguintes objetivos:
         - Racionalizar os processos administrativos e operacionais;
         - Identificar os pontos críticos e falhos da empresa e apontar soluções;
        - Melhorar os métodos de trabalho através da análise e criação de formas alternativas;
         - Buscar a padronização de métodos e procedimentos;
         - Pesquisar evoluções tecnológicas que possam ser utilizadas pela empresa em suas áreas;
         - Possibilitar a troca de experiências (com o auxílio do benchmarking).
         Após a II Guerra Mundial, essa área experimentou grande avanço, em virtude das exigências de processos mais rápidos e eficientes para suprir as necessidades dos exércitos. Ao longo do século XX, ela recebeu influencia das diversas escolas de Administração até se tornar um modelo sistêmico e holístico que abrange todas as áreas e níveis da organização.

      Os conceitos de O&M são oriundos de diversas áreas da ciência da Administração e são aplicáveis em todas as áreas da organização. Trata-se de uma área estratégica para as organizações, mas que não tem recebido o devido valor por parte dos executivos e gestores. A área de Organização e Métodos (O&M), já foi uma área considerada crítica para muitas organizações e uma boa opção de carreira em algumas empresas. Já foi. Sim, porque atualmente praticamente essa área desapareceu de grande parte das organizações atuais. Mas por que isso ocorreu? Será que as empresas deixaram de fazer analises administrativas, de desenvolver fluxogramas e organogramas, de padronizar e normatizar métodos de trabalho, em efetuar análise de distribuição de trabalho, dentre outras atividades. Não, é claro que não.
 Os departamentos de O&M em muitas organizações foram dissolvidos e suas tarefas “delegadas” aos líderes dos demais setores. 



 E os resultados disso? Empiricamente, observa-se um despreparo de pessoas não especialistas em organizações e métodos derem conta de suas funções. 

O resultado é que as organizações estão recorrendo a consultorias externas para realizar o mesmo trabalho que era realizado por pessoas que antes faziam parte dos quadros da empresa e que conheciam a empresa, sua cultura e limitações como ninguém os quase extintos “Analistas de O&M”. 

Partindo-se desse pressuposto, porque não delegar para consultorias as atividades de marketing e recursos humanos, já que existem muitas empresas nessas áreas? Isso acontece porque muitos gestores não conhecem as técnicas que os princípios de  Organização e Métodos proporcionam.
 A tendência para a área de Organização e Métodos é que esta esteja cada vez menos institucionalizada nas organizações e mais descentralizada. Isso implica no desaparecimento gradual dos departamentos de O & M.  Mas isto não quer dizer que a área de O&M vai desaparecer, mas que suas ferramentas e técnicas estarão diluídas pelos diversos níveis organizacionais, o que pode enfraquecer seus resultados. O conhecimento apurado e especializado das ferramentas de Organização e Métodos é e continuará a ser fundamental para que o administrador possa conduzir de modo mais eficiente suas organizações em direção a excelência. Pense nisso.

Os 5 passos para a gestao por desempenho

GESTÃO
Especialistas mostram como implantar a gestão por desempenho na sua empresa em cinco passos
 

 
   
 
LINHA DIRETA
Visite o site da Véli
(47) 3041-0041
   
   
A Revolução Industrial, que teve origem na Inglaterra do século XVIII e logo se espalhou pela Europa e por todo mundo, deixou um legado que durante muito tempo ditou o rumo e o comportamento das empresas: foco na produção em série, nos números e na valorização da máquina ao invés do ser humano. Somente agora, cerca de 250 anos depois do movimento que causou profundas transformações no processo produtivo, é que esta premissa começa a perder força. As organizações já perceberam que o seu sucesso não depende mais apenas das máquinas e das inovações tecnológicas – que não deixam de ter sua importância, é claro. Ele passa, principalmente, pelas pessoas. “O mundo corporativo entendeu que as pessoas já não respondem tão facilmente ao mero controle de resultados”, avalia Flávia Kurth, diretora da Véli Soluções em RH. “Empresários já perceberam que, mais do que funcionários, as pessoas precisam ser parceiros do negócio, que só se concretiza e evolui através delas”, acrescenta.Apesar de já ter se tornado um clichê entre empresários e profissionais da área de recursos humanos, a valorização do capital humano como fator indispensável – e essencial – para o sucesso de uma empresa ainda esbarra em um ponto delicado. Como administrar essa nova realidade se a cultura de gestão empresarial quase sempre se baseou em indicadores e números? A resposta pode estar na Gestão de Desempenho, ou Gestão de Performance, um modelo que ainda precisa ganhar a devida importância estratégica dentro das organizações, considera Flávia. “O sistema de gestão de performance não avalia apenas os indicadores numéricos de produtividade. Ele leva em consideração também o comportamento e o desenvolvimento do profissional”, explica. “Hoje em dia, administrar desempenho não envolve somente produtividade”, reforça.
QUAL O CAMINHO A SER PERCORRIDO?
Para que um time de profissionais possa, literalmente, vestir a camisa e comprar a briga, como se cada um deles fosse dono do próprio negócio, a empresa, antes de tudo, precisa saber o que quer. Parece algo muito simples, não é? Nem sempre. “A gestão por desempenho não funcionará se as organizações não definirem claramente o seu rumo, e este é um problema mais comum do que se imagina”, revela Patrícia Weiss Roeder, coordenadora de Projetos da Véli.
O sistema a ser implementado deve ser um desmembramento do plano estratégico da empresa, que deve comunicar o que ela espera de seus colaboradores, até onde pretende chegar e que meios utilizará para alcançar os seus objetivos. “Só assim ele conduzirá as pessoas ao comportamento esperado. Com a clareza do plano, elas irão se engajar mais facilmente, e somente pessoas engajadas buscam a performance máxima”, acredita Patrícia.

Quando se fala em planejamento estratégico, não necessariamente está se considerando um plano 100% formalizado, com todos os fatores descritos e detalhados. Organizações que não têm esta formalização também podem ter um sistema de gestão de desempenho eficaz. Basta que a direção da empresa exponha claramente aos colaboradores quais são os objetivos e planos para o futuro – curto, médio e longo prazos. “Alguns empresários, ao perceberem que uma gestão de desempenho sustentável deve partir do planejamento estratégico, interpretam que sua empresa não está pronta para este processo por não ter o planejamento estratégico desenhado”, explica Patrícia. “Porém, caso a empresa saiba o que quer e consiga transmitir isto claramente, já é suficiente para se construir uma ferramenta de avaliação”, acrescenta.

SEM MEDO DE COMPARTILHAR
O sistema de gestão de performance bom é aquele que, além de satisfazer, é claro e confiável. Neste ponto, um paradigma empresarial precisa ser rompido para que ele seja bem sucedido: a organização precisa compartilhar suas estratégias para alinhar o desempenho das pessoas ao desempenho global. Todos os colaboradores precisam estar cientes delas.
O problema é que muitas empresas ainda sofrem da síndrome de não compartilhar essas informações essenciais porque temem se expor demais. Elas ainda acreditam que determinadas estratégias devem ficar restritas ao topo da pirâmide hierárquica. “Se os objetivos principais não são divulgados, não fica claro às pessoas o que se efetivamente espera delas. E com isso, dificilmente a empresa vai obter os resultados que almeja”, alerta Patrícia. É natural que algumas informações devam, sim, ser mantidas em sigilo, mas os objetivos principais da empresa precisam estar claros para todos, possibilitando um alinhamento de expectativas e ações.

O DESAFIO

O principal desafio para as empresas é desenvolver e implantar um sistema de gestão do desempenho eficaz e que seja capaz de liderar a organização rumo ao sucesso sustentável. Patrícia conta que muitas organizações, públicas e privadas, empenham-se em desenvolver esses sistemas a partir de modelos tradicionais. Mas, no final das contas, acabam adotando apenas uma ferramenta de avaliação, onde muitas vezes são utilizados indicadores meramente quantitativos, que seguem padrões de mercado. “Em muitos casos, esses indicadores acabam não atendendo as necessidades e a natureza do negócio”, analisa.

Um sistema eficaz deve levar em conta resultado e comportamento, reforça a especialista. Embora se fale usualmente que comportamento é algo subjetivo (e realmente é), é necessário considerá-lo na avaliação. “Isto porque, caso se utilize apenas indicadores quantitativos, corre-se o risco de criar uma cultura de ‘resultado a qualquer preço’, que não se sustenta por muito tempo”, alerta. Não observar (e valorizar) também o comportamento pode significar um descuido em relação ao clima organizacional, o que pode ser fatal para as equipes. “Pode-se construir um modelo que eleve resultados no primeiro processo de avaliação, mas que não se sustentará e poderá causar danos irreparáveis”, pondera Patrícia.

Para poder utilizar o comportamento neste processo, é preciso tentar transformá-lo em indicadores o mais observáveis possíveis. O ideal é criar frases curtas, claras e diretas, evitando palavras ou expressões que possam dar duplo sentido. Isto tudo com o intuito de minimizar a subjetividade no processo de avaliação comportamental. “Eliminá-la não é possível, pois quando se fala em avaliar indicadores não numéricos, parte-se do pressuposto que alguém, através da sua percepção, está emitindo um parecer sobre algo ou outro alguém, o que é, sem sombra de dúvida, um processo subjetivo”, explica Flávia Kurth.

Cabe à equipe que constrói a ferramenta direcionar a observação do avaliador para situações práticas do dia a dia, onde é possível realmente observar comportamentos, e não utilizar na avaliação situações que exijam o famoso “achismo”. Em relação ao indicadores quantitativos, cada vez mais as organizações estão estabelecendo contratos de resultado com seus colaboradores. O cumprimento (ou não) deste contrato pode ser parte da avaliação de desempenho.
Outro grande desafio é escolher o modelo de avaliação mais indicado para a empresa. A avaliação 360º, já bastante utilizada, requer grande preparo dos avaliadores. Em empresas onde nunca se teve a cultura do avaliar, talvez seja mais adequado iniciar o processo com um modelo mais simples e, aos poucos, inserir mais avaliadores. Ou então trabalhar fortemente na capacitação de todos os membros da empresa, tanto no que diz respeito ao avaliar (visto que todos serão avaliadores) como no que diz respeito ao ser avaliado e receber feedback. “O cuidado precisa ser para não ‘queimar a ferramenta’. Uma vez mal implantada, pode gerar sentimentos como descrédito, perseguição e falta de profissionalismo”, adverte Patrícia.
O MITO DO BODE ESPIATÓRIO
Os sistemas de gestão de desempenho adotados pelas empresas ainda são predominantemente vistos pelos funcionários como uma ameaça. Muitos consideram ser uma fonte de insegurança e temor, geradores do senso de injustiça e insatisfação. “As pessoas entendem as avaliações de desempenho com o ‘bode espiatório’”, revela Flávia Kurth, diretora da Véli. Mudar esta percepção e implantar um modelo visto pelas pessoas como base de desenvolvimento, crescimento e sucesso profissional é um longo caminho. “O profissional seguro de si e confiante no seu potencial não se intimida com esse tipo de processo”, avalia.


A gestão por desempenho em cinco passos


1. Definir o que a empresa almeja e até onde quer chegar


O principal exercício norteador das ações de uma organização é o seu Planejamento Estratégico. Através dele, a empresa declara sua missão, a razão de sua existência, seus objetivos estratégicos, seus valores, competências essenciais e todos os demais elementos que devem fundamentar todas as suas ações estratégicas, seus projetos e seu modelo e ferramentas de Gestão de Pessoas. Um sistema de gestão de desempenho eficaz deve estar baseado no planejamento estratégico, a fim de garantir que o desempenho da equipe e os resultados almejados façam a organização caminhar rumo ao norte que determinou para si. Caso o processo de avaliação não esteja embasado no planejamento da empresa, corre-se o risco de valorizar resultados e comportamentos que não necessariamente a façam alcançar seus objetivos.

2. Deixar claro o que precisa ser feito para que os resultados apareçam

O segundo passo é comunicar este plano. A organização precisa se certificar de que seus objetivos, bem como as ações e comportamentos desejáveis, alcancem com clareza todos e cada um de seus colaboradores. Sem saber o que a organização quer para si, os colaboradores não conseguem alinhar suas ações a este objetivo.

3. Incorporar a filosofia à rotina no ambiente de trabalho

Um bom modelo de gestão do desempenho não agride o colaborador e é aceito como parte da rotina de trabalho. É importante tratar as rotinas de avaliação e feedback como um processo inerente ao dia-a-dia das pessoas. É igualmente importante que todos entendam que tanto a instituição quanto seus líderes também devem ser avaliados e que, neste movimento de gestão da performance, o colaborador não é o único foco dos holofotes. Ele é também um importante avaliador dos demais.

4. Convencer colaboradores que se trata, também, de uma oportunidade de crescimento profissional

Um sistema de gestão de desempenho bem implantado e administrado tem como principal objetivo indicar oportunidades de melhoria e necessidades de capacitação de cada colaborador. Assim, a cada período avaliativo, ficará claro para o profissional o que ele precisa fazer para desempenhar melhor, para evoluir. Somente ao tornar isto claro e agir sobre as necessidades de melhoria é que o colaborador pode, efetivamente, obter um crescimento profissional. Sem saber como está se saindo, ele acabará repetindo os mesmos comportamentos e resultados, e caso eles não estejam adequados, isto pode bloquear seu desenvolvimento. Após cada rodada de feedback, o colaborador desenvolve, junto com seu líder, um plano de melhoria do desempenho, também conhecido como plano de desenvolvimento individual. Cumprir este plano acordado (caso ele tenha sido bem desenhado) é certamente um grande passo no sentido de desenvolver-se profissionalmente.

5. Capacitar a equipe em relação ao processo de avaliar e ser avaliado

Para que um sistema de gestão de desempenho seja eficaz é fundamental preparar a organização para sua implantação. É necessário que seja um processo transparente, e que tenha como objetivo principal o desenvolvimento das pessoas. Para isto é preciso inserir a cultura do avaliar na empresa. Os avaliadores (que dependendo do modelo podem ser todos os colaboradores) precisam entender a importância de seu papel. Eles estarão participando deste processo para auxiliar os demais a encontrar os pontos nos quais precisam se desenvolver. Já os avaliados (que ao se adotar um modelo completo, também podem ser todos os colaboradores) precisam ser capacitados em relação a receber feedback. Em organizações nas quais não se tem esta prática, receber feedback pode ser visto como algo negativo. É preciso, antes de mais nada, quebrar este conceito e mostrar que o feedback (quando bem estruturado) é um presente, pois através dele é possível encontrar oportunidades de melhoria em seu desempenho, tornando-o melhor profissional. E mais importante que tudo é capacitar os líderes, pois eles é que serão os responsáveis pela etapa vital do processo de gestão de desempenho: dar feedback.

Matéria publicada em 21/03/2012
Fonte: http://www.noticenter.com.br/noticia/?COD_NOTICIA=16792&COD_CADERNO=0
 Siemens Relatório de Sustentabilidade Portugal 2009


Para a Siemens, sustentabilidade também é proteger o emprego através do cooperativismo, conforme relatório de Sustentabilidade Portugal 2009.



Fonte: https://www.swe.siemens.com/portugal/web_nwa/pt/PortalInternet/ResponsabilidadeCorporativa/Documents/report/2009/pt/management/employees.htm
 

Para a Siemens, a segurança dos postos de trabalho em tempos económicos difíceis, a formação contínua dos nossos colaboradores, assim como o cumprimento de todas as normas internacionais e nacionais são exemplos da dimensão social da sustentabilidade.


Clique sobre as linhas para vistar os links originais.

Visão geral

Fisico preve o fim dos computadores no futuro

Físico prevê o fim dos computadores
Renomado cientista americano projeta o mundo nos próximos 30 anos

O físico teórico Michio Kaku, professor da Universidade de Nova York e co-criador da "Teoria das Cordas", afirmou que o computador como o conhecemos hoje terá desaparecido em 2020. 

“No futuro, eles estarão em todos os lugares e em lugar nenhum”, disse o cientista durante palestra realizada na Campus Party em 11 de fevereiro de 2012.

Fonte: http://tecnologia.br.msn.com/noticias/f%c3%adsico-prev%c3%aa-o-fim-dos-computadores
Na ocasião, Kaku fez um exercício de futurologia mostrando como será o mundo nos próximos 30 anos. 
Segundo ele, tanto os computadores como a internet serão como a eletricidade é hoje

Ambos estarão presentes nos tetos, no subsolo, nas paredes e nos aparelhos”, afirmou.
O professor da Universidade de Nova York foi além e disse que a internet estará nos óculos e nas lentes de contato das pessoas. 

Você será capaz de ver todas as informações biográficas de um individuo só olhando para ele. Encontrar sua alma gêmea será tarefa fácil”, brincou.
Outra revolução que está a caminho é na área da medicina. Kaku afirmou que, em um futuro próximo, a tecnologia levará o homem a um estado perfeito de saúde. 
Segundo ele, o câncer irá desaparecer. 

"Escrevam isso: a palavra tumor não mais existirá na nossa língua".
Na visão do físico, as pílulas terão chips e microcâmeras que escanearão o corpo humano por dentro. 

Uma vez localizada a ameaça, nano-robôs serão introduzidos para combater o câncer célula por célula sem a necessidade de cirurgias ou intervenção direta dos médicos.
Kaku também acrescentou que o câncer e outras doenças serão diagnosticadas com anos de antecedência graças a vasos sanitários que monitoram a saúde. 

“Os banheiros serão equipados com inteligência artificial capaz de analisar os resíduos corporais e identificar o surgimento de uma doença com muita antecedência.  
Neste futuro, Steve Jobs não teria morrido”, enfatizou.
Fonte: Wikipedia

Michio Kaku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Michio Kaku
Física Teórica
MichioKaku commons.jpg

Michio Kaku

NacionalidadeEstados Unidos Americano

Nascimento24 de janeiro de 1947 (65 anos)
LocalPalo Alto

Atividade
Campo(s)Física Teórica
InstituiçõesUniversidade de Princeton
City University of New York
Alma materUniversidade de Harvard
Universidade de Berkeley
Conhecido(a) porCampo de Teoria das cordas
Divulgação científica

Michio Kaku (em japonês 加來 道雄) (Palo Alto, 24 de janeiro de 1947) é um físico teórico estadunidense.

Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo.




É  professor e co-criador da teoria de campos de corda, um ramo da teoria das cordas.
Kaku formou-se como bacharel (summa cum laude) na Universidade de Harvard em 1968, quando ele foi primeiro em sua turma de física.

Em 1972, ele dirigiu-se ao Berkeley Radiation Laboratory na Universidade de Berkeley para receber o PhD. Em 1973, tornou-se membro da Universidade de Princeton.

E atualmente ele é professor da City University of New York.

Autor de vários artigos técnicos envolvendo a teoria das cordas, a supergravidade, supersimetria e hádrons; seus estudos atualmente se concentram na Teoria de tudo.

Ele é autor de vários livros de divulgação científica, e também fez várias participações em programas de televisão explicando os conceitos mais "esotéricos" da física moderna.

Atualmente apresenta dois programas no Discovery Channel: A Física do Impossível e O Mundo do Futuro.

Bibliografia

em português

Ligações externas


Michio Kaku
Física Teórica
MichioKaku commons.jpg

Michio Kaku

NacionalidadeEstados Unidos Americano

Nascimento24 de janeiro de 1947 (65 anos)
LocalPalo Alto

Atividade
Campo(s)Física Teórica
InstituiçõesUniversidade de Princeton
City University of New York
Alma materUniversidade de Harvard
Universidade de Berkeley
Conhecido(a) porCampo de Teoria das cordas
Divulgação científica

segunda-feira, 19 de março de 2012

Posterous comprado pelo Twitter

Recebido por e-mail marketing em 19 de marco de 2012.

Twitter no Planeta Terra

Confira.

Oi Purgly,
Estou muito feliz de anunciar que Posterous foi adquirido pelo Twitter!
As oportunidades na frente do Twitter são emocionantes, e nós não poderíamos estar mais felizes de trazer nossa tecnologia e conhecimento para centenas de milhões de usuários ao redor do globo. Além disso, as pessoas no Twitter são pessoasgenuinamente agradáveis ​​que partilham a nossa visão para fazer a partilha simples.
Espaços Posterous permanecerá instalado e funcionando sem interrupção. Vamos dar aos usuários amplo aviso se fizermos quaisquer alterações no serviço. Para os usuários que gostariam de fazer backup de seu conteúdo ou mudança paraoutro serviço, nós vamos compartilhar instruções claras parafazê-lo nas próximas semanas.
Você pode encontrar respostas mais informações para outras perguntas que você pode ter aqui.
Finalmente, eu gostaria de agradecer a todos, especialmenteaqueles que foram com Posterous desde o primeiro dia. Os últimos quatro anos têm sido uma jornada incrível. Seu estímuloelogios, críticas e fizeram Posterous melhor, e eu realmente aprecio tudo que você fez.
Obrigado mais uma vez e estou ansioso para a construção degrandes coisas para você no Twitter.
- Sachin

quarta-feira, 14 de março de 2012

Procon multa e suspende vendas dos Submarino, Americanas e Shoptime

Procon multa e suspende vendas dos Submarino, Americanas e Shoptime

Quarta, 14 de março de 2012 • 15:15
A partir da meia noite desta quinta-feira e até as 23h59 deste sábado, as vendas dos sites Americanas, Submarino e Shoptime estarão suspensas para todo o estado de São Paulo.
 
 Em decisão publicada no Diário Oficial estadual desta quarta-feira, a empresa B2W – responsável pelos três portais – foi condenada pela Fundação Procon-SP a pagar multa de 1,74 milhão de reais e a suspender suas atividades de comércio eletrônico por 72 horas após o número de reclamações contra a empresa aumentar 180% em um ano.

Não cabe mais recurso administrativo à decisão, mas a B2W pode entrar na Justiça para tentar impedir a punição. A empresa já havia recorrido da decisão do Procon-SP, publicada no Diário Oficial do Estado em 10 de novembro do ano passado (2011). É que a Fundação dá às empresas para as quais impõe punições o direito de recorrer de suas ações. O Procon, no entanto, decidiu que o recurso da B2W era improcedente.

Procurada pela reportagem do site de VEJA, a rede varejista disse não haver, até o momento, nenhum posicionamento a dar sobre o assunto.


Aviso nos portais – Além da multa e da suspensão das vendas, a empresa será obrigada a publicar nas páginas iniciais dos três sites o seguinte aviso: "O Grupo B2W, em virtude de decisão proferida pela Fundação PROCON – SP, em processo administrativo de n° 2573/2010, está com as atividades de e-commerce suspensas em todo o Estado de São Paulo, por 72 (setenta e duas) horas, a partir de 15 de março de 2012.”


Reincidência – Segundo Renan Ferraciolli, diretor de fiscalização do Procon-SP, não é de hoje que a companhia apresenta problemas em seu atendimento. "A empresa já foi penalizada várias vezes pelo Procon", diz. "Desde 2004, já aplicamos 14 condenações e mais de 7 milhões de reais em multas".


A despeito das mais de uma dezena de multas anteriores, é a primeira vez que a B2W é condenada a ter seus serviços de comércio eletrônico interrompidos. Ferraciolli diz que a multa foi mais severa desta vez porque a varejista não se preocupou em melhorar o atendimento. "Não é só o efeito punitivo, mas também o educativo. A decisão foi reflexo de uma piora no atendimento ao consumidor".


Perguntando sobre as alegações da B2W no recurso da decisão, publicada pela 1ª vez em 10 de novembro de 2011, o diretor de fiscalização disse que a decisão foi mantida porque o argumento foi "o mesmo de sempre". "Ela alegou falhas pontuais e disse que a empresa estava investindo em melhorias", explicou.


Reclamações – O Procon-SP registrou no ano passado 6.233 atendimentos relativos a problemas com os sites da B2W, número 180% maior que as 2.224 reclamações do ano anterior. O diretor de fiscalização da fundação diz que a maioria das queixas são problemas fáceis de se resolver. "É o básico do negócio dela: informar de forma equivocada o preço dos produtos no site, vender um produto sem tê-lo no estoque, não fixar dia e turno de entrega, etc".


“Isso [o aumento do número de reclamações] é um desrespeito ao consumidor", disse o diretor executivo da Fundação Procon-SP, Paulo Arthur Góes, em nota. "Fizemos várias tentativas chamando a empresa para o diálogo no Procon, mas o problema não foi resolvido".


A Fundação Procon-SP informa que o consumidor que tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação pode procurar um posto em sua cidade ou um dos canais de atendimento disponíveis no site da Fundação. O Procon-SP é um órgão vinculado à Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo.


Prejuízo – A B2W, empresa que controla os sites Americanas, Submarino e Shoptime, teve prejuízo de 28,8 milhões de reais entre outubro e dezembro do ano passado. O resultado foi duas vezes pior que o registrado um ano antes (14,2 milhões de reais) e refletiu justamente os problemas com logística e prazos de entrega – cenário que se prolongou ao longo de todo o ano passado.


No acumulado de 2011, o prejuízo da empresa foi de 89,2 milhões de reais. Em balanço divulgado no começo deste mês, a empresa comentou os problemas. "Tivemos instabilidades em nossa operação logística e de atendimento que nos afastaram em 2011 do nosso maior objetivo: oferecer aos nossos clientes a melhor seleção de produtos e preços competitivos, com a maior qualidade de serviços e o melhor atendimento".


No mesmo dia, o diretor de Relações com Investidores da empresa, François Bloquiau, disse que a B2W estava pronta para voltar a crescer em 2012. “Pretendemos crescer sendo mais estruturados, com sistema integrado e melhor qualidade de atendimento”, disse, em teleconferência. “Vamos voltar a crescer com rentabilidade”. Em 2010, a empresa teve lucro de 33,6 milhões de reais.


Fonte: Veja Online
Foto: Lia Lubambo/Exame
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...