Google Tag Manager

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Economia Domestica LDS SUD


Lição 26: A Produção Doméstica

"Lição 26: A Produção Doméstica," Economia Doméstica, ()


O propósito desta lição é ensinar a tornarmo-nos auto-suficientes, produzindo aquilo de que necessitamos em casa.

A Auto-Suficiência

O Presidente Spencer W. Kimball disse: “Encorajamos as famílias santos dos últimos dias a tornarem-se auto-suficientes e independentes. (“Preparação Familiar”, A Liahona, agosto de 1976, p. 113) Existe uma boa razão para esse conselho. O Presidente Marion G. Romney explicou: “Estamos vivendo nos últimos dias. (…) Estamos vivendo na era que precede o segundo advento do Senhor Jesus Cristo. Foi-nos dito que nos preparássemos e vivêssemos para nos tornarmos independentes das outras criaturas debaixo do reino celestial”. (Conference Report, abril de 1975, p. 165) (Ver D&C 78:13–14.)
  •  
    Mostre a gravura 26-a, “Galinhas podem ser criadas numa pequena área”.
O Presidente Kimball aconselhou-nos a ser auto-suficientes, porque as profecias antigas já se estão cumprindo. Disse ele: “Acho que está chegando a hora em que haverá cada vez mais sofrimentos, mais furacões e inundações, (…) mais terremotos. (…) Acho que essas coisas aumentarão, provavelmente à medida que nos aproximamos do fim; portanto, devemos estar preparados para elas”. (Conference Report, abril de 1974, p. 184)
O Presidente Kimball também disse:
“Sobrevindo tempos maus, muitos desejariam ter enchido todos os seus vidros de frutas em conservas, cultivado uma horta no quintal, plantado algumas árvores frutíferas, parreiras, e cuidado de prover para suas próprias necessidades.
O Senhor planejou que fôssemos independentes de toda criatura, mas notamos que muitos fazendeiros compram leite de leiterias e donas-de-casa adquirem verduras nas quitandas. Se os caminhões deixarem de encher as prateleiras das lojas, muitos passarão fome”. (“Deus Não Será Escarnecido”, A Liahona, fevereiro de 1975, p. 36)
  •  
    Peça às irmãs que imaginem que as lojas tenham fechado e que elas precisem depender de si mesmas para tudo. Pergunte-lhes o que fariam em tais circunstâncias.

Como Podemos Cuidar de Nossas Próprias Necessidades

O Bispo Vaughn J. Featherstone ensinou-nos quais as coisas que devemos aprender, a fim de cuidarmos de nossas próprias necessidades: “Quanto à produção doméstica: Onde as condições e leis locais o permitirem, criem animais domésticos. Plantem árvores frutíferas, parreiras, legumes e verduras. Assim, terão alimentos para a família, dos quais parte pode ser consumida fresca, e outra destinada a conservas que completarão a reserva alimentar. Sempre que possível, produzam também outros artigos necessários para a vida. Costurem e remendem suas próprias roupas. Construam ou confeccionem coisas necessárias. Eu poderia acrescentar ainda, embelezem, consertem e conservem todas as suas propriedades”. (“Armazenamento de Gêneros Alimentícios”, A Liahona, agosto de 1976, p. 106)
Para seguir as instruções do Bispo Featherstone, devemos aprender a prover nossas próprias necessidades da seguinte forma:
  •  
    Mostre um cartaz com a seguinte lista ou escreva as informações no quadro-negro:
  1. 1. 
    Criar animais.
  2. 2. 
    Plantar árvores frutíferas e parreiras.
  3. 3. 
    Plantar hortas.
  4. 4. 
    Fazer conservas.
  5. 5. 
    Costurar e remendar.
  6. 6. 
    Fazer ou confeccionar coisas necessárias.
  7. 7. 
    Consertar e manter em ordem nossas propriedades.

Criar Animais

Se tivermos terra suficiente e residirmos onde legalmente podemos criar animais, devemos fazê-lo. Antes de decidirmos quais os animais que criaremos, devemos aprender como alimentá-los, abrigá-los e cuidar de suas necessidades, a fim de conservá-los saudáveis. Devemos preparar-nos com antecedência para cuidar deles. É mais fácil cuidar de alguns animais como galinhas, coelhos, patos e cabras.
  •  
    Fale sobre os tipos de animais normalmente criados em sua área. Discuta qual o alimento, abrigo e cuidado que exigem.

Plantar Árvores Frutíferas e Parreiras

  •  
    Mostre a gravura 26-b, “Dicas para o plantio de árvores, verduras e legumes”.As árvores frutíferas e as parreiras dão fruto todos os anos, ou um ano sim outro não. Elas não precisam ser plantadas todos os anos, como as verduras. Entretanto, podem não dar fruto, a não ser depois de vários anos de plantio. Devemos plantá-las o quanto antes, de modo que tenhamos frutas quando mais necessitarmos delas.
Cada árvore, parreira e arvoredo exige uma quantia certa de água. Devemos também combater as pragas e pestes. Algumas árvores crescem muito mais do que outras e, antes de plantá-las, devemos saber qual o espaço que precisam, quando completamente adultas.
  •  
    Discuta quais as árvores frutíferas, vinhedos e arvoredos que produzem bem em sua área. Converse a respeito do plantio e cuidado que deve ser dispensado a cada um.

Plantar Hortas

  •  
    Mostre a gravura 26-c, “Uma família trabalhando em sua horta”.
O Presidente Kimball pediu que cada família plante uma horta. As hortas nos dão alimento fresco, bem como alimento extra, que poderá ser posto em conserva e armazenado. A lição 25 deste manual, “O Cultivo de Hortas”, fala sobre esse assunto.

Fazer Conservas

  •  
    Mostre a gravura 26-d, “O alimento pode ser armazenado em conservas ou desidratado para ser usado quando houver escassez de alimento fresco”.
Há vários anos, nossos profetas pedem que façamos conservas e armazenemos nosso próprio alimento, sempre que o pudermos fazer legalmente. Precisamos armazenar alimento para o caso de chegar o dia em que nenhum outro alimento possa ser conseguido. Quando um furacão atingiu Honduras, no outono de 1974, os membros da Igreja sentiram-se agradecidos por terem desidratado e armazenado seu próprio alimento. Poucos meses antes da catástrofe, o presidente da missão prevenira os santos sobre a sua possibilidade e os concitou a começarem um programa de armazenamento. O feijão, a farinha, o arroz e outros produtos que armazenaram salvaram os santos da fome. (Ver Bruce Chapman, “Hurricane in Honduras”, New Era, janeiro de 1975 pp. 30–31.)
Para armazenarmos nosso próprio alimento, podemos:
  1. 1. 
    Armazená-lo debaixo da terra. Esse método só é bom no caso de alguns vegetais com raízes e de certas verduras, não havendo muita chuva ou boa drenagem.
  2. 2. 
    Desidratá-lo. Use um desidratador de alimentos ou, durante o tempo quente e seco, seque as frutas e legumes ao sol. Neste caso, os alimentos devem ser protegidos das moscas e outros insetos e cobertos ou recolhidos para dentro quando chover.
  3. 3. 
    Fazer Conservas. Esse método é simples, mas perigoso se feito inadequadamente. Quando feito corretamente, é uma boa maneira de armazenar o alimento e manter o seu sabor. O processamento adequado exige pelo menos um vasilhame bem grande (tipo panela de pressão). (O equipamento pode ser partilhado entre várias famílias). Esse método exige que os vidros sejam protegidos, para não se quebrarem.
  4. 4. 
    Salgá-lo ou colocá-lo em salmoura. (Colocar em salmoura significa conservá-lo em água limpa e salgada.) Esse é um método barato de se fazer conserva de legumes e carne. Exige pouco ou nenhum equipamento.
  •  
    Discuta os métodos tradicionais de se armazenar alimentos em sua área. Converse a respeito de novos métodos que as irmãs possam aprender.

Costurar e Remendar

  •  
    Mostre a gravura 26-e, “Utensílios usados para costurar, cozinhar e fazer consertos”.
Devemos aprender a costurar e remendar nossa própria roupa. A fim de estarmos preparados para os tempos de necessidade, devemos também aprender a consertar ou confeccionar roupas novas com vestuários velhos. É uma boa idéia armazenar tecidos para fazer roupa, no caso de escassez. Podemos aprender a fazer muitas coisas além de vestuário: roupas de cama, cortinas e tapetes, toalhas, capas para móveis etc. Também podemos aprender outras coisas, tais como tecelagem, fazer acolchoados, tricô, croché etc. Todas essas coisas podem embelezar nosso vestuário e nosso lar.
  •  
    O que podemos costurar ou fazer para nosso lar?

Fazer ou Confeccionar Coisas Necessárias

Se tivéssemos que enfrentar uma catástrofe natural, deveríamos estar preparadas para cozinhar, aquecer nosso alimento e nosso lar, tomar banho, lavar nossa roupa, limpar nossa casa e os arredores. Podemos aprender a fazer sabão com os materiais que temos em casa. Quando permitido por lei, devemos armazenar combustível, desde que seja guardado em local seguro numa área protegida.
Em caso de emergência, também podemos ter que enfrentar a necessidade de reconstruir nosso lar, celeiros ou currais. É importante que os membros da família aprendam a trabalhar com madeira e outros materiais e a usar ferramentas, pois assim poderão fazer e consertar suas coisas.
  •  
    Você conhece pessoas que possuam tais habilidades onde moramos? Como nós e os membros de nossa família podemos aprender essas coisas?

Consertar e Manter em Ordem Nossas Propriedades

Queremos economizar tempo e dinheiro para não ter que depender dos outros. Para podermos conseguir isso, devemos aprender a consertar e manter em ordem nossas propriedades.
  •  
    Por que é importante que conservemos em bom estado nossas coisas?

Como Podemos Aprender as Habilidades que Não Possuímos?

A Igreja recomenda que realizemos classes separadas, para o aprendizado de habilidades que nos permitam sermos auto-suficientes. Algumas de nós já aprenderam habilidades que podemos ensinar às outras. Se houver outras coisas que não sabemos, podemos pedir àquelas que saibam, que nos ensinem. Talvez possamos aprender por meio de livros ou revistas, de aulas de administração do lar, de serviços públicos oferecidos na comunidade ou de programas escolares.
  •  
    Peça às irmãs que falem sobre o que sabem fazer e incentive-as a ensinarem às outras irmãs. Explique onde elas poderiam ir na comunidade a fim de aprender essas e outras habilidades. Como podemos ajudar e incentivar nossos filhos a aprenderem coisas úteis?
Mesmo nos tempos do Velho Testamento, o Senhor encorajou Seu povo a ser auto-suficiente e independente. O livro de Provérbios, capítulo 31, descreve uma boa dona-de-casa como alguém que usa sua habilidade para cuidar da casa:
“Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos. (…)
(…) Planta uma vinha com o fruto de suas mãos. (…)
Estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos pegam na roca.
Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado.
Não teme a neve, na sua casa, porque toda a sua família está vestida.(…)
Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça”. (Provérbios 31:13,16, 19–21, 27)

Conclusão

O Senhor planejou de modo que os problemas e as dificuldades façam parte de nossas experiências terrenas, mas Ele é misericordioso para conosco. Ele providencia formas de resolvermos tais problemas. Por meio de Seus profetas, o Senhor aconselhou-nos a aprender a prover à nossa própria subsistência. Se seguirmos esse conselho, não temeremos os tempos difíceis, porque estaremos preparados. O Senhor disse: “Se estiverdes preparados, não temereis”. (D&C 38:30)

Desafio

Decida quais são as coisas que você e sua família precisam aprender. Comece desde já a aprender e praticar pelo menos uma dessas coisas.

Preparação da Professora

Antes de apresentar esta lição:
  1. 1. 
    Descubra de que forma as irmãs podem aprender habilidades domésticas, seja em aulas comunitárias ou em aulas extras na Igreja, em que os professores sejam pessoas capacitadas.
  2. 2. 
    Verifique nas várias instituições do governo (Secretaria da Agricultura ou Casa da Lavoura) ou consulte uma outra pessoa experiente, procurando descobrir o seguinte:
    1. a. 
      Quais os tipos de animais criados em sua localidade e quais são os mais fáceis de criar.
    2. b. 
      Quais as árvores frutíferas, parreiras e arvoredos que crescem bem em sua área, e o cuidado de que necessitam.
    3. c. 
      Se existem aulas de corte e costura à disposição. Caso contrário, quem pode ensinar costura aos membros da classe.
    4. d. 
      Se existem à disposição aulas para os membros da família aprenderem a construir casas, móveis e outros itens necessários. Caso não haja, tente descobrir pessoas que possuam tais habilidades e estejam dispostas a ensiná-las.
  3. 3. 
    Prepare o cartaz sugerido na lição ou escreva as informações no quadro-negro.
  4. 4. 
    Designe às irmãs a apresentação de histórias, escrituras e citações da lição.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...