Google Tag Manager

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Barack Obama responde a declarações de Mitt Romney gravadas em vídeo


ESTADOS UNIDOS - 19/09/2012 10h19 - Atualizado em 19/09/2012 15h50

Barack Obama responde a declarações de Mitt Romney gravadas em vídeo

Presidente americano subiu cinco pontos nas pesquisas de intenção de voto

REDAÇÃO ÉPOCA COM AGÊNCIA EFE
obama e david letterman (Foto: Carolyn Kaster/AP)
 

O presidente americano, Barack Obama, disse que a obrigação de um presidente é "trabalhar para todos" em resposta a um vídeo que mostra seu rival republicano, Mitt Romney, se referindo de forma depreciativa a 47% dos eleitores por serem "dependentes" das ajudas do governo. 

Em uma entrevista a David Letterman, em Nova York, Obama afirmou que "uma das coisas que aprende como presidente é que representa a todo o país".


Nesta segunda-feira (17) o site da revista Mother Jones publicou um vídeo gravado com uma câmera escondida em um jantar privado de Romney com doadores, no último dia 17 de maio, em Boca Raton (Flórida), que causou grande polêmica nos EUA. 


No jantar, o republicano comenta que 47% dos americanos votarão em Obama porque "acham que são vítimas, que o governo tem a responsabilidade de cuidar deles, que têm direito a saúde, alimentação, casa ou como queiram chamar. 

Meu trabalho não é preocupar-me com essas pessoas. Nunca os convencerei que deveriam assumir sua responsabilidade e preocupar-se com suas vidas", disse o republicano.

Em outro vídeo, gravado no mesmo jantar, Romney fala sobre política externa, em especial sobre o Oriente Médio, e criticou os palestinos, que segundo ele “não têm nenhum interesse na paz”.
 
Obama também falou sobre as manifestações no mundo árabe contra o filme anti-Islã.

 "A mensagem que temos que enviar ao mundo muçulmano é que esperamos que vocês trabalhem conosco para manter nosso povo seguro", disse o presidente norte-americano.

 Ele afirmou que o vídeo é ofensivo, mas que não pode ser usado como desculpa para a violência.

Obama aumenta para cinco pontos vantagem sobre Romney

A última pesquisa encomendada pela rede NBC e o jornal Wall Street Journal, divulgada na terça-feira (18), dá uma vantagem de cinco pontos a Barack Obama em relação ao seu rival republicano nas eleições de novembro, Mitt Romney, apesar do presidente americano ter perdido apoio em política externa.

Entre os eleitores propensos a votarem, Obama obtém apoio de 50%, enquanto Romney tem 45%, segundo a pesquisa mensal realizada entre 12 e 16 de setembro de 2012.

 Entre os eleitores registrados, com um erro de três pontos para mais ou para menos, o presidente ampliou sua vantagem para seis pontos, com 50% de intenção de votos, contra 44% de Romney. No mês passado, na mesma projeção de eleitores registrados, Obama obteve 48%, e Romney, 44%.

Esta é a primeira pesquisa feita pela NBC e o Wall Street Journal após as convenções dos partidos Democrata e Republicano, que parecem não ter dado um empurrão na campanha de Romney entre os eleitores indecisos. 

Pela primeira vez desde julho os entrevistados não deram vantagem a Romney diante da pergunta de quem é o político mais adequado para dirigir a economia do país: ambos ficaram com 43% neste quesito.

A nota negativa para Obama é a política externa, já que seu índice de aprovação neste setor caiu de 54% em agosto para 49% em setembro. 

A queda coincide com a onda de protestos no mundo muçulmano contra o vídeo anti-islâmico produzido nos EUA e a morte do embaixador americano na Líbia, Chris Stevens.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...