Google Tag Manager

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Guaruja sedia projeto de solidariedade


Banner Assuntos Publicos3





Guarujá - Igreja de Jesus Cristo recebe a visita dezenas de formadores de opinião durante o lançamento do
projeto piloto “Mãozinhas que Ajudam a Terceira Idade”

As fortes chuvas que castigaram a baixada santista na última sexta-feira, 22 de fevereiro, no Estado de São Paulo, não impediram a presença de dezenas de formadores de opinião durante o coquetel de lançamento do Programa Nacional “Mãozinhas que Ajudam a Terceira Idade”, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos DiasPrestigiaram o acontecimento, empresários apoiadores da causa, lideranças políticas, comunitárias, jornalistas, representantes do poder público municipal e do Lar Residencial Eno Gregório Andrade, que será beneficiado pelo projeto piloto no dia 9 de março, quando ocorre a gravação no Guarujá. Outro Asilo a ser beneficiado nesta data, será o Lar Vicentina.

Na abertura do evento, não apenas as boas vindas, como um vídeo mostrando ações desenvolvidas através do Mãos que Ajudam, emocionou todos os participantes, muitos deles, já amigos da Igreja de Jesus Cristo de longa data. Um dos vídeos mostrou imagens de uma atividade realizada em um hospital administrado por irmãs da Igreja Católica, enfatizando que o objetivo principal é levar auxílio a quem precisa, independente de religião. A apresentação de outros projetos, bem como iniciativas realizadas por meio do Programa de Ajuda Humanitária, foram mencionadas em um vídeo institucional, dando ênfase ao serviço voluntário.

Segundo o presidente da Estaca Guarujá, Antônio Joaquim Santana, sempre que for possível as portas da capela estarão abertas a fim de atender todos os necessitados. "Eu sempre enfatizo isso, motivo pelo qual mais gosto de trabalhar e representar a Igreja. Se eu pudesse, sairia gritando isso aos quatro cantos para todos saberem que podem contar conosco".

Para alguns dos visitantes, como Carlos Adolfo Silva Fernandes, geólogo - responsável pela parte técnica e também de relacionamento com a comunidade, na Defesa Civil - Prefeitura de Guarujá, esta foi a primeira vez que teve contato com a Igreja. O novo amigo recebeu as informações com grande expectativa. Admirado com a estrutura e organização de cada projeto, dando ênfase à participação dos voluntários, destacou: "Trabalho há mais 20 anos na Defesa Civil e a maior dificuldade, quando precisamos, é encontrar pessoas dispostas a trabalhar como voluntárias. Essa é uma tarefa que exige muita dedicação, empenho e abnegação. Pelo que vejo, estou no lugar certo. Já penso em realizarmos juntos diversas atividades, até envolvendo o núcleo que atua na prevenção e assistência, em caso de desastres naturais". Carlos aproveitou o momento e deixou agendado para a semana seguinte, com a liderança local, o primeiro de muitos encontros que pretende realizar.

Acompanhado da esposa, o presidente do Lions Clube Guarujá-Sul, Airton Francisco dos Reis, que já conhecia outras iniciativas locais do Programa Mãos que Ajudam, disse: "Percebo que vocês sempre estão prontos para amenizar os problemas da sociedade. Isso é essencial. Parabéns!" O vereador Toninho Salgado compartilhou da mesma opinião. "Eu sou a favor desse tipo de projeto que beneficia diretamente a comunidade".

Na ocasião, cobriram pessoalmente o evento o jornalista e colunista social do site Jornal Cidade News, João Borges e o colunista social do Jornal A Estância de Guarujá, José Flávio Andrade Silva.

Esta é a terceira vez que o “Mãozinhas que Ajudam a Terceira Idade” será realizado, em nível nacional. Em 2013, no dia 12 de outubro, participarão do projeto em todo o Brasil, aproximadamente 50 mil crianças. Desde cedo, os pequenos poderão demonstrar seu amor e respeito ao idoso, oferecendo um pouco de seu tempo, alegria e energia àqueles que tanto contribuíram para a construção do País. Outras atividades como teatro, corte de cabelo e barba, serviços de manicure, massagem e podóloga, também serão desenvolvidas, além de pequenas reformas, conforme necessidades e acordos locais.

Preparação - No dia seguinte ao lançamento do projeto, no sábado, 23 de fevereiro de 2013, as crianças, protagonistas da ação, usaram de sua criatividade para confeccionar cartões com desenhos e um painel, com carimbo das mãozinhas. Os cartões serão entregues aos idosos, juntamente com kits contendo itens de higiene pessoal, arrecadados por voluntários na comunidade.  A montagem dos kits será  realizada no dia 9, às 10h. Toda a comunidade está convidada a participar da atividade.

Programa - O Mãos Que Ajudam é um programa permanente de ajuda humanitária e de serviço comunitário, que mobiliza milhares de voluntários de todas as idades, membros e amigos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, no Brasil, estendendo a mão a quem precisa.

Em parceria com outras entidades, instituições religiosas, empresas privadas, órgãos governamentais ou organizações assistenciais, leva alento aos menos favorecidos em asilos, orfanatos,
creches, escolas públicas, praças, ruas e onde houver necessidade. Por meio de serviço altruísta, os voluntários doam parte do seu tempo limpando, reformando, pintando, enfim, esta é uma forma de levar esperança onde existe aflição, alívio onde há dor e amor onde há desprezo.


Fonte: Renata Andrade Corrêa – Diretora do Conselho de Assuntos Públicos da Estaca Guarujá
Texto e fotos: Janete Monteiro Garcia – Jornalista voluntária no Departamento de Assuntos Públicos  


Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil

Foto1.jpg
Foto2.jpg 
Foto3.jpg
Foto4.jpg 
Foto5.jpg  
Foto6.jpg 

Foto9.jpg
Foto8.jpg 
Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo.


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Veneno cicuta e os seus efeitos

Veneno cicuta e os seus efeitos no organismo
Cicuta a planta. Para veneno vide mais abaixo no texto.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fonte http://pt.wikipedia.org/wiki/Cicuta

Nota: Se procura Cicuta, o veneno, veja Conium maculatum.
Cicuta


Cicuta maculata
Classificação científica

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Apiales

Família: Apiaceae

Género: Cicuta


Espécies
Ver texto

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Imagens e media no Commons
Diretório no Wikispecies


Cicuta L. (também chamado abioto, em alguns lugares de Portugal) é um género de plantas apiáceas que compreende quatro espécies muito venenosas, nativas das regiões temperadas do Hemisfério Norte, especialmente da América do Norte. São plantas herbáceas perenes, que crescem até 1-2 metros.

É também o nome comum do veneno extremamente poderoso produzido pela planta conhecida por cicuta (Conium maculatum), nativa da Europa, do Médio Oriente e dabacia mediterrânica. A principal causa de sua toxicidade é a presença da substância cicutoxina.
Além do seu uso para a ponta de flechas, este veneno ficou conhecido como «veneno de Sócrates» porquanto que o filósofo grego o tomou num processo de auto-envenenamento da época por ser acusado de ateísmo e corrompimento dos jovens gregos; antes de falecer, segundo Platão, seu mestre incutiu uma dúvida a seus acusadores: "E agora chegou a hora de nós irmos, eu para morrer, vós para viver; quem de nós fica com a melhor parte ninguém sabe, exceto o Deus."[1]

Índice
1 Espécies
2 Classificação do gênero
3 Referências
4 Ligações externas

Espécies
Cicuta bulbifera
Cicuta douglasii
Cicuta maculata
Cicuta virosa
Lista completa

Classificação do gênero
SistemaClassificaçãoReferência
Linné Classe Pentandria, ordem Digynia Species plantarum (1753)

Referências

Apud Guia do Estudante - Atualidades Vestibular + Enem 2011, edição 12, p.93. Editora Abril.


Ligações externas
PPP-Index (em alemão)
USDA Plants Database (em inglês)


Conium, Veneno Cicuta.
Ilude-se quem pensa que a ação é fulminante. Implica em um imenso sofrimento.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Conium maculatum)

Conium


Conium maculatum
Classificação científica

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Apiales

Família: Apiaceae

Género: Conium


Espécies
Ver texto


Conium maculatum - MHNT

Conium L. é um género botânico pertencente à família Apiaceae
O veneno cicuta (não confundir com o género da mesma família Cicuta) é obtido a partir de uma espécie deste género, o Conium maculatum.

Sócrates, foi condenado à morte por ingestão de chá de cicuta.


Após tomar a cicuta, ficou dando voltas no quarto como lhe haviam recomendado, até que sentiu as pernas pesadas.
Deitou-se de costas para que, em intervalos, se examinassem os pés e as pernas, ocasião em que Sócrates já não mais os sentia.
Sócrates começou a ficar frio e enrijecido, até que o veneno chegou no coração do filósofo e sobreveio a morte
(ver também: A Morte de Sócrates).

A Cicutina é um alcalóide muito venenoso extraído da cicuta e que tem a aparência de um óleo amarelado.

Atenção: Jamais confie nas informações da Wikipédia como fonte única para identificar plantas a serem consumidas seja por pessoas ou por animais domésticos
Espécies
Conium africanum
Conium chaerophylloides
Conium maculatum
Conium rigens
Conium verrucosum
Lista completa
Classificação do gênero
SistemaClassificaçãoReferência
Linné Classe Pentandria, ordem Digynia Species plantarum (1753)

Ligações externas
PPP-Index (em alemão)
USDA Plants Database (em inglês)
Germplasm Resources Information Network (GRIN) (em inglês)


Veja agora um relato moderno:

fonte:http://toxicologiadealimentos.blogspot.com.br/2011/06/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html


Caso clínico de uso de cicuta

W.S, 25 anos, chega ao hospital logo após sofrer uma convulsão enquanto disputava um campeonato de luta medieval, apresentando hemorragia na esclerótica.
Suspeitando de intoxicação, foram realizados tratamentos suportivos como lavagem gástrica e a utilização de carvão ativado.
Após várias hipóteses supostas pela equipe médica, foram realizados alguns exames, como ressonância (suspeita de hematoma subdural) e ultra sonografia (suspeita de câncer). 
Enquanto recebia os atendimentos necessários, foram surgindo outros sintomas, como vômito, taquicardia e bolhas no corpo, além de rabdomiólise, peliose hepática e endocardite, fatores essenciais para o diagnóstico. 
Só após a descoberta de que houve ingestão de cicuta, foi realizado um exame chamado cromatografia gasosa, que revelou grandes concentrações de piperidina, determinante para a finalização do caso.

Resultado dos exames:
Ressonância: negativo para hematoma subdural.
Ultra sonografia: negativo para câncer.
Cromatografia gasosa: altos níveis de piperidina.

1- Qual a possível causa dos sintomas apresentados pelo paciente?
Como o paciente participava de lutas pode se presumir uso de esteróides anabolizantes em abuso, onde alguns sintomas clássicos são danos no fígado, insuficiência renal, hipertensão arterial, acne grave e tremor, que com a ingestão de cicuta teria acelerado o aparecimento desses efeitos prejudiciais, já que a cicuta pode provocar sintomas como rabdomiólise, insuficiência renal e danos hepáticos, como os observados pelo paciente (rabdomiólise e pelióse hepática).

A rabdomiólise é uma destruição muscular geralmente causada por excesso de atividades musculares e é também indicadora de insuficiência renal. Já a pelióse hepática é uma doença hepática vascular induzida por drogas. É caracterizada por cavidades preenchidas por sangue que estão distribuídas randomicamente pelo lóbulo hepático.


E por fim o uso compartilhado de esteróides por seringas e agulhas não esterilizadas é comum e pode expor o indivíduo a doenças como Aids, hepatites B e C e endocardite bacteriana (infecção bacteriana do endocárdio).


2- O que significa o achado de piperidina na cromatografia gasosa?
A piperidina é um derivado da coniina, alcalóide de maior importância encontrado na cicuta.
Ao encontrar altos níveis de piperidina na cromatografia gasosa, essa indica que realmente houve intoxicação por cicuta.


3- Qual o tratamento adequado?
Para o uso abusivo de esteróides usa-se em geral terapia de suporte combinado com a educação sobre possíveis sintomas de abstinência.
Se os sintomas forem graves ou prolongados, medicamentos paliativos, como, antidepressivos e analgésicos, ou hospitalização pode ser necessário .

O tratamento de vitimas de envenenamento por cicuta consiste em: cuidados de suporte, incluindo entubação, sedação e ventilação, já que não existem antídotos conhecidos.
O suporte respiratório, lavagem gástrica ou a administração de carvão ativado devem ser procedimentos aplicados o mais rápido possível.
Pode-se recorrer ao uso de anticonvulsivantes quando tal se mostrar necessário.


4- Quais os sinais e sintomas prováveis da intoxicação por cicuta, sem a presença de esteróides?
Os alcalóides da cicuta têm um efeito tóxico sobre o ser humano.


Atuam deprimindo a atividade autônoma ganglionar com um efeito preliminar sobre a medula espinhal, bloqueando os reflexos espinhais, e em grandes quantidades causam bloqueio neuromuscular, por ação sobre os receptores nicotínicos.
Esta ação pode originar depressão respiratória e lesão cerebral por anóxia, com eventual morte num período de 24 horas após a ingestão. 

Apesar de rabdomiólise e insuficiência renal aguda associada a intoxicação por cicuta, verificou-se ainda que em envenenamentos sem efeitos tóxicos diretos, há um envolvimentos também de fígado e rins.
A cicuta também pode causar asfixia agonizante com convulsões, acidose metabólica severa, bradicardia e hipotensão.

Referências
1-Disponível em:

http://www.wix.com/redsak/cicuta/mecanismos-de-toxicidade#!__antidotos-vs-tratamento Acessado em 2 de junho de 2011.

2- Disponível em:
http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=4019&ReturnCatID=1796
Acessado em 2 de junho de 2011.

3-Disponível em:
http://drugrehabexpert.org/pt-pt/reabilitacao-da-droga/2116/o-abuso-de-esteroides Acessado em 2 de junho de 2011.

4-Disponível em: http://www.mavicevap.com/medi/pt/466.html
Acessado em 2 de junho de 2011.

Por Thamis R Soares

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Resumo de Desafiando o Talento de Geoff Colvin a Pratica Deliberada









Os Cinco elementos

Veja quais são os principais atributos da chamada prática deliberada, de acordo com o livro Desafiando o Talento, de Geoff Colvin:

1- Melhorar o desempenho - Ampliação da destreza

Os métodos de desenvolvimento sempre são construídos em torno de um princípio central: a intenção de ampliar a capacidade do indivíduo além de suas aptidões atuais. 

Isso pode parecer óbvio, mas a maioria de nós não faz isso nas atividades que consideramos como prática. 

Na área de treinamento do golfe ou no piano, a maior parte de nós, como adultos, só faz o que já realizou antes, sempre esperando manter o nível de desempenho a que provavelmente já chegou há muito tempo.

2- Pode ser muito repetida - Desmontar, entender, repetir

Os realizadores de primeira linha repetem suas atividades de prática numa quantidade absurda.

3- Feedback de um mentor - Autoavaliação

Você tocou aquele compasso do Concerto para Violino de Brahms perfeitamente, mas será que pode realmente confiar em seu próprio julgamento? 

Ou pode pensar que sua entrevista para um emprego foi impecável, mas não é a sua opinião que conta. 
Essas são situações nas quais um professor, um treinador ou um mentor é vital para fornecer feedback.

4- Exige muito intelectualmente - Manter o foco

 A prática deliberada é acima de tudo um esforço de foco e concentração. - Manter o foco. Zona de conforto, fazer bem o que se faz sempre. Zona de aprendizagem. Zona de pânico. Treinar, treinar e treinar.

É isso o que significa “deliberada”, diferentemente de fazer algo maquinalmente. 

A busca contínua dos elementos exatos do desempenho que não estão satisfatórios e tentar melhorá-los o máximo que puder impõem esforços enormes à capacidade intelectual de qualquer um. 

O trabalho é tão grande que ninguém parece conseguir sustentá-lo por muito tempo.

5- Não é muito divertido - É preciso ter determinação.
A dor vem antes do prazer.
Realizar coisas que já sabemos fazer bem é gostoso, e isso é exatamente o oposto do que a prática deliberada exige. 

A dificuldade da prática deliberada pode ser até uma boa notícia. 

Significa que a maior parte das pessoas não a fará. 

Então sua disposição para realizá-la o distinguirá mais ainda. 

Fonte: Desafiando o Talento –Mitos e Verdades sobre o Sucesso

6- Tenha uma meta clara
Paixão pelo processo.

7- Busque a excelência
A excelência exige esforço.
Somos pagos por qualidade e por raridade.


Atitude de aluno:
1-Sorria
2-Sente-se reto
3-Ouça atentamente
4-Faça perguntas
5-Acompanhe com os olhos.

Hinos SUD 195 - Eu Sei Que Deus Vive (Portugues) LDS HYMNS


Hinos SUD 195 - Eu Sei Que Deus Vive (Portugues) LDS HYMNS




por Hinos Sud
Veja a canção no final do texto
Hino e Música da Primária cantada em Português por duas crianças.

Música da Primária - Hino SUD: Eu Sei Que Deus Vive #195
Children SongBook - LDS Hymns: I Know My Father Lives #302
Canciones para los Niños - Himnos Español: Dios vive #199
Hymnes SDJ Frances: Je sais que mon Dieu vit #196

Videos SUD: O Novo Testamento
http://www.youtube.com/user/MormonMessagesPOR

Hinos em mp3 Cantados em Português para baixar neste link http://sdrv.ms/ROOeCq
Videos com Hinos e Música SUD em Portugues http://www.youtube.com/reyfergon
Menssagens do Evangelho: http://www.youtube.com/user/MormonMessagesPOR
Músicas da Igreja em Inglês, Espanhol e Portuuguês http://www.mormonmusic.org
Hinos e Músicas SUD em diversos idomas http://www.liahona.net
Videos LDS-SUD em Ingles http://www.lds-videos.org
Site Oficial da Igreja: http://www.lds.org

______________________________
Rey Fergon - Brasil SUD 2013
Ajudando a Proclamar o Evangelho e divulgar a boa, inspiradora e edificante música; 


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Belem OAB aprova comissao de liberdade religiosa


Banner Sala de Imprensa
Belém - Representantes da Igreja de Jesus Cristo solicitam criação da Comissão de Direito e Defesa da Liberdade Religiosa
OAB Pará aprova a criação da Comissão de Direito e Defesa da Liberdade Religiosa


Representantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foram recebidos no dia 19 deste mês, na Sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA), pelo presidente da Secção Pará,  Dr. Jarbas Vasconcelos do Carmo. O objetivo da visita foi oficializar o pedido de criar umaComissão de Direito e Defesa da Liberdade Religiosa, tendo como base as Décima Primeira e Décima Segunda Regra de Fé, além principalmente, da Constituição Federal de 1988, que assegura a liberdade de consciência, de crença e o livre acesso à religião.

Durante a reunião, o presidente da OAB-Pará, não apenas acolheu a solicitação, como demonstrou grande interesse em sua imediata implantação. "Nós somos totalmente favoráveis à criação da comissão, que terá o mesmo valor das demais, assim como a sua autonomia e liberdade de ação", destacou Dr. Jarbas. O ofício com pedido é assinado por João Batista Farias Saldanha, que é membro da presidência da Igreja, por Constantino Pedro de Alcântara Neto, diretor de Assuntos Públicos e Paulo Teixeira da Rocha, também membro do Conselho de Assuntos Públicos. Os membros da Igreja local foram convidados a prestigiar e apoiar a reunião para dar mais força à aprovação do projeto.

A solicitação do processo segue agora para um relator. Depois, a proposta será votada pelo Conselho Seccional e após isso, então deve ser nomeada a comissão. Veja no link abaixo a matéria publicada no Portal da OAB-PA:




Conselho seccional aprova a criação da Comissão de Direito e Defesa da Liberdade Religiosa
PDF
Imprimir
E-mail

Ter, 19 de Fevereiro de 2013 21:20
O Conselho Seccional da OAB-PA aprovou hoje, 19, por unanimidade, a criação da Comissão de Direito e Defesa da Liberdade Religiosa. A aprovação do referido pleito defendido pela relatora do projeto, conselheira seccional, Janaina Calandrini,  foi muito festejada por membros d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que em setembro de 2011, formalizaram à OAB, em reunião com o presidente da Ordem, Jarbas Vasconcelos, o pedido de criação da referida comissão.
O ofício assinado por João Batista Farias Saldanha, Membro da Presidência de A Igreja de Jesus Cristo S.U.D. em Belém; Paulo Teixeira da Rocha, Membro do Conselho de Assuntos Públicos da Igreja; e Constantino Pedro de Alcântara Neto, Diretor de Assuntos Públicos da Igreja, tomou por base na Constituição Federal de 1988, Art. 5º, Inciso VI, que assegura que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias".
Eles solicitaram ao criação de uma comissão aos moldes já existentes em outras seccionais de outros estados deste abençoado Brasil, composta por membros das diversas denominações religiosas. A iniciativa teve início na OAB/SP e se intensificou no ano de 2011, quando o projeto cresceu e passou a objetivar a criação dessa comissão em todas as seccionais da Ordem.
A solicitação do processo será enviada a um relator pelo presidente da OAB/PA - Jarbas Vasconcelos - e a proposta será votada pelo Conselho Seccional, após isso será nomeada a comissão. "Nós somos totalmente favoráveis à criação da comissão, que terá o mesmo valor das demais, assim como a sua autonomia e liberdade de ação", disse o presidente.
A OAB lançara edital convocando os advogados, agremiação, representantes de igrejas etc. para  comporem a comissão. Feito isso, os membros da comissão definirão entre si aqueles que irão elaborar o regimento interno da comissão, estabelecendo, entre outras coisas, forma de atuação, onde atuará. O regimento deverá ainda passar pela avaliação e aprovação do conselho seccional



Acesse a matéria original  na página da OAB-PA no link abaixo:


Constantino Pedro de Alcântara Neto - diretor de Assuntos Públicos da Estaca Belém/Pará
Edição de Texto: Janete Monteiro Garcia - jornalista voluntária no Departamento de Assuntos Públicos 

Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Maos que ajudam vao doar sangue em BH


Banner Assuntos Publicos3

Belo Horizonte - Jovens participam de palestra sobre doação de sangue com coordenadores do Hemominas


Como parte das atividades em preparação ao Projeto Nacional Mãos Que Ajudam a Doar Sangue, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que será realizado em todo o Brasil no dia 27 de julho de 2013, cerca de 300 jovens adultos solteiros dos municípios da Grande Belo Horizonte participaram durante a Conferência de Carnaval de uma palestra orientadora ministrada pelo coordenador do Hemominas - Unidade do Barreiro, Dr. Paulo Sérgio e pela gerente de Captação, Mirian da Glória Amaral.

O evento foi propício para os voluntários esclarecerem suas dúvidas e extirparem os mitos existentes em torno da ação, para assim, poder doar sangue, sem nenhum receio. Entusiasmado, Dr. Paulo, novo parceiro da Igreja, agradeceu a presença dos mais de 170 jovens, doadores em potencial, e comentou: "Tenho grande esperança nesse grupo, que têm práticas tão saudáveis de vida". Para facilitar a logística no dia do projeto, ele sugeriu a realização de duas coletas externas.  

O presidente Giovanni Costa, que presidiu a Conferência enfatizou a importância e envolvimento dos jovens no projeto. Entre as ideias apontadas, surgiu uma lista de possíveis multiplicadores, que posteriormente serão treinados pelo hemocentro, com o objetivo de mobilizar os demais jovens do Instituto a aderirem à causa. 

Fonte: Alessandra Choairy – Diretora do Conselho Multiestacas de Assuntos Públicos de Belo Horizonte  
Fotos: Michelle Lopes 
Edição do Texto: Janete Monteiro Garcia - jornalista voluntária no Departamento de Assuntos Públicos


Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil

DSC_0750.jpg 

Igrejas de Sao Carlos estimulam o voluntariado


Banner Sala de Imprensa

São Carlos - Jovens de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e jovens católicos
dão exemplo de voluntariado na comunidade

Baseados em crenças comuns, de amor e serviço ao próximo, jovens de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e Igreja Católica - São Nicolau de Flue, de São Carlos, interior de São Paulo, foram personagens de uma reportagem feita este mês pelo Jornal EPTV, de afiliada da Rede Globo na cidade.
  
Daniel Lavandoski Bento, de 22 anos coordena as atividades religiosas com os jovens em uma das Igrejas Católicas em São Carlos. Dessa forma, ele diz que espera contribuir para tornar o mundo melhor.

Durante a matéria, o presidente Joel Nascimento Ramos, um dos líderes da Estaca São Carlos, explicou que na Igreja de Jesus Cristo o trabalho com os adolescentes começa a partir dos 12 anos. "Aqui eles aprendem a desenvolver a caridade e o amor ao próximo. Isso aproxima muito os jovens. Eles valorizam mais as pessoas e passam a ter um amor maior por elas”. 

Giovani Leão Machado, um dos jovens entrevistados, comentou sobre sua experiência nos projetos de serviços: “A gente já plantou várias flores em uma praça, limpamos escolas. É bom ver o resultado depois”, contou.

A adolescente Caroline Leoni explicou que por meio de viver, com base em oito valores das Moças como: Fé, Natureza Divina, Valor Individual, Conhecimento, Escolhas e Responsabilidades, Boas Obras, Integridade e Virtude, a espiritualidade e o crescimento pessoal são fortalecidos.  

Entre os trabalhos voluntários citados por Carlos Roberto Machado Júnior, de 17 anos e Athos Henrique Plaine, que é missionário retornado, está a missão. Por meio dela, segundo ele, são auxiliados a ser mais autossuficientes e servir melhor as pessoas.
  


Reportagem de Lucieli Dornelles e imagens de Pedro Santana

Texto: Janete Monteiro Garcia - jornalista voluntária no Departamento de Assuntos Públicos 


Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

SUDs de Floripa se dedicam ao Asilo Irmao Joaquim


Banner Sala de Imprensa

Florianópolis - Jovens de Florianópolis dedicam seu tempo, no feriado de carnaval, para servir internos no
Asilo Irmão Joaquim


No dia 9 de fevereiro - Feriado de Carnaval - enquanto muitos festejavam a data, cerca de 120 jovens de Florianópolis, com idade entre 12 e 17 anos, por meio do Programa Mãos Que Ajudam, desenvolvido por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias dedicaram seu tempo e talentos para levar um pouco de alegria aos internos do Asilo Irmão Joaquim.

Neste dia, uma séria de atividades, incluindo música e dança, fizeram parte da programação com os idosos. Enquanto alguns voluntários realizam pintura de unhas e corte de cabelos, outros organizaram uma imensa quantidade de roupas recebidas em doação pelo Asilo, que estavam acondicionadas em sacos empilhados em um galpão. Na ocasião foi feita seleção das roupas a serem utilizadas posteriormente pelos idosos e para revenda em brechó, que é uma das fontes de renda a fim de manter a casa. As roupas deverão ainda ser penduradas nas "araras", espécie de cabides, também construídas através do programa.  O projeto contou também com a parceria de lavanderias da cidade, que doaram cabides.

O diretor do Asilo, Hipólito do Vale Pereira Neto, que se engajou no serviço destacou: "Muitos oferecem ajuda, mas nunca aparecem. Seus jovens vieram e resolveram um déficit que já se alongava por uma década”. E concluiu: "Talvez nem eles próprios possam avaliar o bem que fizeram”.

A iniciativa despertou o interesse de outros formadores de opinião, que se dispuseram a dar continuidade ao trabalho (já que as doações são contínuas e há sempre muita roupa a ser triada). Mariah T.N. Pereira, por exemplo, uma das voluntárias, membro da Igreja de Jesus Cristo e diretora Executiva da Faculdade Municipal de Palhoça (FMPSC) - município vizinho à Florianópolis, destacou que pretende levar o projeto aos alunos da instituição que dirige para aderirem a causa. Ela comentou: "Foi um dia feliz, ao fim do qual, braços e ombros doloridos margeavam rostos sorridentes pelo bom trabalho realizado; não apenas com as roupas mas com as almas tornadas mais felizes, dos idosos do Asilo Irmão Joaquim".

A mídia local divulgou o evento, retratando como “sui generis” um grupo tão grande se dispor a trabalhar em pleno feriado de carnaval.

PARCEIROS DOADORES:

·        Lavanderia Chua
·        Lavanderia Dedicada
·        Lavanderia Lav Expressa
·        Lavanderia Tá Limpo
·        Tapete & Cia
·        Cleaning-Dry do Brasil
·        Ilhéus Comunicação Visual


Fonte e Texto: Adalton P. Parrela - Diretor de Assuntos Públicos - Estaca Florianópolis
Edição de Texto: Janete Monteiro Garcia - jornalista voluntaria no Departamento de Assuntos Públicos

Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil

Reuniao SUD entidades cadeiras de rodas Jundiai


Banner Bem Estar        Banner Sala de Imprensa

Jundiaí - Representantes da Igreja de Jesus Cristo se reunem com poder público e 
entidades para apresentar e iniciar um processo para possível doação de cadeiras de rodas

Na manhã da segunda-feira, 18 de fevereiro, representantes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, numa parceria entre a Coordenadoria da Pessoa com Deficiência  e membros de entidades que atendem portadores de necessidades especiais na cidade, realizaram na Prefeitura de Jundiaí uma reunião de esclarecimentos tendo como objetivo uma possível doação de cadeiras de rodas na região.

Durante a abertura do evento, realizado no 8º andar do prédio da Prefeitura, Paulo Roberto de Oliveira, Márcio Roberto Patelli e Erika Fernanda Millamonte Basso, apresentaram o projeto, que é desenvolvido pelo Programa de Ajuda Humanitária da Igreja – gerenciado pelo Departamento de Bem-Estar,  e trataram ainda dos novos procedimentos para uma possível parceria afim de contemplar os cadeirantes.  

O encontro foi muito proveitoso. Atentos a todas as informações, participaram do encontro representantes da Secretária de Saúde de Várzea Paulista, o médico Décio Luiz Battistoni; Daniele Barros, da Associação de Educação Terapêutica - Amarati; Ivan Sada, representou a Câmara dos Vereadores de Várzea Paulista; Luiz Antônio L. Garcim e Margareth Spiandorin, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE); Adriana Antonia, e Sheila Pagamin representaram a Cidade Vicentina Frederico Ozanan (Abrigos e Asilos), e Suely Angelotti, que representou o Rotary Club Oeste. 

Na oportunidade ficou acertado que as instituições farão uma triagem e avaliação dos cadeirantes necessitados, que devem ser entregues até o dia 18 de março. Além disso, a Coordenadoria da Pessoa com Deficiência se colocou à disposição para cadastrar outros cidadãos, . Acompanhe matéria publicada no site da Prefeitura de Jundiaí, através do link: http://www2.jundiai.sp.gov.br/2013/02/coordenadoria-da-pessoa-com-deficiencia-intensifica-os-trabalhos/
  
Dando crédito à ação, o médico e responsável pela Saúde em Várzea Paulista, Décio Luiz Battistone comentou: "Já participei de projetos com esta Igreja. Eles são sérios e realmente ajudam ao próximo". 

Só em 2012, por meio do Programa de Ajuda Humanitária, a Igreja de Jesus Cristo doou cerca de 3.000 cadeiras de rodas em todo o Brasil. Segundo pesquisas da Weelchair Foudation, existem ao redor do mundo 100 a 130 milhões de pessoas que precisam de uma cadeira de rodas e que não têm condições financeiras para comprar. No Brasil, cerca de 10% da população é deficiente física e destes, em torno de 250 mil necessitam de uma cadeira de rodas. 

         Pesquisas apontam que, a cada cadeira doada, ao menos 10 pessoas se beneficiam de forma indireta. É a possibilidade de locomoção, autossuficiência e autoestima renovada.

Texto: Janete Monteiro Garcia - jornalista voluntária no Departamento de Assuntos Públicos
Fonte e Fotos: Márcio Roberto Patelli - Diretor de Assuntos Públicos - Estaca Jundiaí Represa

Nei Garcia
Assuntos Públicos Brasil




NOTICE: This email message is for the sole use of the intended recipient(s) and may contain confidential and privileged information. Any unauthorized review, use, disclosure or distribution is prohibited. If you are not the intended recipient, please contact the sender by reply email and destroy all copies of the original message.
Compartilhar

Reunião entidades cadeiras de rodas 18 fev 5.jpg 
Reunião entidades cadeiras de rodas 18 fev 4.jpg
Reunião entidades cadeiras de rodas 18 fev 3.jpg 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...