Google Tag Manager

sábado, 18 de janeiro de 2014

Missao Rapida para complementacao Karmica

Missão Rápida para Complementação Kármica








Fonte: O Karma Genético pag. 67
http://www.herickusami.org/

A Missão Rápida é caso especial, para complementação Kármica.
Chamamos de complementação Kármica as missões ligeiras com o objetivo de anular número pequeno de Gens Kármicos, a fim de que o indivíduo possa deixar o nosso planeta e encarnar em outro.

A missão rápida é método extremamente seguro, em que o indivíduo anula número X de Gens Kármicos, mas é exclusivo para casos de complementação Kármica.

Por exemplo, um indivíduo com 98.000 Gens Kármicos nulos por cromossomo. 

Para que possa encarnar em Marte são necessários um número mínimo de 100.00 Gens Kármicos Nulos (1)

(1) Vide para maiores detalhes: http://drbachflower.blogspot.com.br/2014/01/o-reino-humano-em-outros-planetas.html

Logo, faltam-lhe 2.000 Gens Kármicos Nulos.

Caso encarne, correrá o risco de ficar preso ao planeta, tendo que encarnar outra vez para anular o número de Gens Kármicos que lhe faltava. Para evitar isso, encarna-se sob a forma passiva (2).

(2) Forma passiva é o meio de o indivíduo cometer atos positivos ou negativos de forma involuntária e indiretamente.

Como são 2.000 Gens Kármicos que terá que anular, supomos, então que após o seu nascimento viva 3 anos. Durante estes 3 anos,  quando a Ilaia percorrer um Nó Kármico Positivo, terá que gerar sofrimento para a família que o recebeu, para anular este Nó.
Quando percorrer um Nó Kármico Negativo, terá que gerar alegrias à família, desativando assim o Nó.

Ao adquirir o número desejado de Gens Kármicos Nulos, o indivíduo desencarna. Relembrando: obrigatoriamente terá que desencarnar ao completar 3 anos de vida. Desencarnado, poderá encarnar em Marte. 

A missão rápida também é usada frequentemente pelos espíritos luciferianos.

Período Passivo

Para a espiritualidade, o período desde a fecundação do óvulo até a idade de 3 anos é considerado idade passiva.

É o período para missões rápidas em que o indivíduo anulará o seu Karma complementar, através do Karma familiar.

Como vimos, o indivíduo sob estágio infantil paga seu Karma complementar mesmo antes de nascer. Por exemplo: Quando desencarna vem a tristeza e o remorso. Neste caso, a desencarnação processou-se através do aborto natural ou provocado. No primeiro caso, do aborto natural, é sinal evidente de que o indivíduo completou sua missão rápida. No segundo caso, a mãe adquire Karma Negativo muito acentuado, pois impediu que um missionário completasse a sua missão.

Sofrimento
O ato de um indivíduo gerar sofrimento a outros sempre é negativo, salvo algumas exceções.

Não temos o direito de gerar sofrimento a ninguém, entretanto, quando os atos são involuntários podem ser considerados negativos ou não, dependendo do estado emocional e espiritual do indivíduo.

A classificação do sofrimento depende também do somatório de pesos da moral cósmica, individual e social.

Para saber mais, clique em Mais Informações abaixo.





O método mais versátil de determinar a classificação de nossos atos é através do período passivo, ou seja, o estágio de zero a três anos, em que os atos são involuntários de programados.

Pode-se programar o ato que gera sofrimento para que seja negativo ou neutro, mas nunca positivo.

Por exemplo: a criança recém-nascida que desencarna, gerando sofrimento para seus pais, produz ato passivo.

Este ato poderá ser classificado como negativo ou nulo. Quando negativo, ativará programas negativos ou anulará positivos. Quando neutro, não energizará o DNA Kármico, logo não anulará nem ativará nenhum programa. Tudo depende da necessidade Kármica do indivíduo missionário. Quando o ato de gerar sofrimento tiver necessidade de ser negativo, se-lo-á programado para tal.

Quando for necessário praticá-lo, e não podendo ser negativo, já que poderia ativar programas negativos, predetermina-se que este ato seja nulo. Esta versatilidade só é possível no caso da missão passiva ou da desencarnação.

Outra exceção do sofrimento que pode ser neutro e até mesmo positivo é o de se recusar a realizar o desejo de um indivíduo. Por exemplo: uma pessoa pede a você que dê seus olhos para que possa enxergar e deixar de sofrer. Se você não fizer o que pede seu sofrimento continuará, logo, você está gerando sofrimento ao próximo. Mas, neste caso, gerar sofrimento será neutro e até mesmo positivo. Caso desse seus olhos, o ato poderia ser puramente negativo para você.

Arrependimento

Assim como o sofrimento gerado por nós ao próximo é ação negativa, o arrependimento é da mesma forma negativo, tanto o arrependimento induzido a outrem quanto a nós próprios.

Nunca devemos nos arrepender dos nossos atos. O arrependimento não leva a nada. Devemos simplesmente aprender com os atos errôneos que cometemos e nunca nos arrependermos de te-los cometido. O arrependimento não remediará o ato cometido erroneamente, somente gerará sofrimento e sutilmente o masoquismo.

Quando cometemos ato negativo e nos arrependemos, geramos outro negativo. O Eu Interior considera o arrependimento de um ato, negativo, na maioria das vezes.

A moral cósmica sempre considera negativo o arrependimento de um ato.
A moral social atual considera o arrependimento de um ato, relativamente negativo.
O Eu Interior pode considerar o arrependimento de um ato, positivo, quando nos é induzido.

Se pessoa alheia ao ato que cometemos nos induz ao remorso e ao extremo sentimento de culpa, nosso Eu Interior não considerará este remorso como negativo.

Sem a superação e análise individual do ato cometido, nunca o indivíduo poderá realmente evitar faze-lo.

Antes, deve tomar consciência do ato para aprender com ele, e não simplesmente arrepender-se.

O arrependimento também baixa a frequência vibratória da aura, permitindo que energias densas (de baixa frequência) penetre nela.

Baixando a frequência áurica, o indivíduo emite vibrações densas que podem impregnar um recinto com cargas negativas. Logo, o arrependimento só acarreta coisas negativas.

Prazer

Quando um individuo ativa seus programas positivos, prazeres e facilidades são introduzidos na sua vida.

O prazer, embora seja produto de ações positivas, muitas vezes levam ao indivíduo a se ligar a coisas materiais.

O prazer geralmente leva a pessoas a praticarem atos negativos e se tornarem materialistas.

Isso não quer dizer que o prazer seja uma coisa negativa. Pelo contrário. É produto dos atos positivos que ativam os programas do Catka, que geram as virtudes e os prazeres da vida.

O meio mais seguro para evitar o desvio dos atos para o lado negativo é auxiliar o próximo, ou seja, cumprir sua missão.

A missão é a chave da evolução humana. 

Através da missão espontânea ou não, sempre evitamos as ações negativas e a ativação dos programas Kármicos negativos.

Sempre que sentirmos prazer, devemos estar alerta para não nos desviarmos da verdadeira busca espiritual.

Os missionários são os indivíduos que mais sofrem com a tentação do prazer, todavia, executando sua missão anulam seus programas negativos. Se tiverem programas positivos, serão ativados. Com a ativação dos programas positivos geralmente vem o prazer e, com este, se não se alertarem, o desvio da missão.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...