Google Tag Manager

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O Estagio Angelical

O Estágio Angelical
Fonte: O Karma Genético, pag. 57
http://www.herickusami.org/













Denomina-se estágio angelical aquele em que o indivíduo anulou todo o seu Karma.

Como não possui Karma não é mais necessária a sua encarnação no Reino Humano. São indivíduos puros.

É o estágio de evolução máxima no Reino Humano, após o estágio luciferiano.

O período angelical pode durar até dois mil anos, dependendo do ser.

Este estágio é necessário para que as almas gêmeas se encontrem formando a centelha original.

Inicialmente, a centelha divina se dividiu em dois espíritos, um com a polaridade positiva e outro com a polaridade negativa, seguindo cada qual trilha evolutiva diferente. 

A princípio, um deles evoluirá mais rápido do que o outro. Ao deixar o estado luciferiano e passar para o angelical, um deles aí permanecerá até que sua outra metade ou polaridade atinja o mesmo estágio.

Durante o período de espera, o anjo passará a orientar a humanidade em que está a sua alma gêmea.

Se sua alma gêmea estiver em Saturno, este anjo passará a auxiliar a humanidade de Saturno.

Cada grupo angélico é orientado por mente superior, que é a própria síntese das consciências individuais deste determinado grupo angélico. Desta síntese, origina-se a mente superior que orienta esta falange de anjos.

Os anjos não tem aspecto masculino nem feminino. Como sua alma gêmea está próxima, ambos começam a aquirir características semelhantes. Como já foi visto, cada espírito masculino possui um ponto em comum com a sua polaridade oposta. A medida que a sintonia entre as polaridades vai se acentuando, o masculino vai adquirindo características femininas e vice-versa. Isto é necessário para que as duas polaridades unam-se.

Quanto mais próximo está o anjo de sua polaridade oposta, mais difícil é a percepção de sua polaridade através das características físicas (não estando encarnado a características físicas referem-se ao aspecto). Se sua polaridade estiver encarnada num planeta evoluído, Júpiter por exemplo, terá características quase assexuadas. Se num planeta muito atrasado como a Terra, a assexualidade passa a ser andrógina e esta característica o destacará dos demais indivíduos do planeta. Sempre a androgenia é sinal de aproximação da polaridade oposta de um indivíduo.

Quando o anjo une-se à sua polaridade oposta, ambos deixam o reino humano e penetram no reino planetário, iniciando novo estágio evolutivo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...