Google Tag Manager

sábado, 25 de janeiro de 2014

Praticar o bem e sofrer o mal motivos da injustica aparente

Praticar o bem e sofrer o mal.
Motivos da injustiça aparente



Fonte: O Karma Genético, pag. 76
http://www.herickusami.org/

Injustiça Aparente

Dependendo da constituição genética do indivíduo em relação à programação Kármica, ocorrem situações aparentemente injustas do ponto de vista terreno.

Quando um indivíduo tem número muito grande de gens Kármicos nulos e programas positivos, ao cometer atos negativos e até mesmo graves, nada lhe ocorre do ponto de vista do "castigo".

Este indivíduo muitas vezes pode até mesmo assassinar, e na encarnação posterior não pagar este ato. Isto ocorre devido à presença de longos trechos do DNA com programação neutra ou positiva, pois, ao cometer o assassinato, a energia Ilíaca pode ter anulado os programas positivos ou ter energizado Pontos Kármicos Neutros. Em ambos os casos, nada ocorre com o indivíduo e, desta forma, na próxima encarnação nada lhe será cobrado. Caso seu ato ative programas negativos, sofrimento lhe será proporcionado e um registro se fará na programação Kármica posterior. Chamo a atenção para o fato de que, se o indivíduo tiver muitos pontos Kármicos positivos ou neutros, a ponto de não lhe proporcionar sofrimento ao cometer um assassinato, ele, por certo, é extremamente evoluído. Este indivíduo dificilmente assassinará alguém, mas pode ocorrer. Devido à sua evolução espiritual, o mal é compensado pelo bem feito em encarnações passadas. 

A injustiça aparente seria, então, a não cobrança nem na vida atual nem na vida futura dos atos negativos cometidos.

A injustiça aparente é fato frequente, para atos negativos de pouco peso. No caso do assassinato, são raríssimas as vezes que isto ocorreu em toda a existência  da Terra.

Sempre que o assassinato é cometido há a cobrança, pois os seres que poderiam comete-lo sem haver cobrança atual ou futura, certamente prefeririam morrer do que roubar a vida do próximo, pois tudo é questão de evolução espiritual.

Para saber mais, clique sobre Mais informações, abaixo.





A injustiça aparente pode ser em relação à não compensação dos nossos atos positivos.

Muito indivíduos praticam o bem ininterruptamente e não recebem benefício por isto.

O que ocorre é que os atos positivos anulam seus programas negativos ou percorrem pontos Kármicos nulos, não havendo assim, nem benefício nem malefício.

Mas o melhor meio de evoluir é através da prática constante de atos positivos, para anular os programas negativos, gerando mais pontos Kármicos neutros, ativando programas positivos, trazendo benefícios e uma programação Kármica posterior cada vez mais positiva que evitará muito sofrimento ao indivíduo.

Quando o indivíduo seguiu as normas anteriores, criando um Karma posterior muito positivo e neutro, certamente na sua próxima vida terá poucos sofrimentos, e os atos negativos que cometer lhe trarão mais pontos Kármicos nulos.

Como nunca sabemos ao certo quando temos um programa altamente positivo e neutro, para nos dar a liberdade de cometer atos negativos, o melhor a fazer é praticar sempre atos positivos, até atingir o estágio luciferiano.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...