Google Tag Manager

quinta-feira, 9 de abril de 2015

PROFESSORES do RJ PARTICIPAM DE CURSO DE ENSINO HÍBRIDO

PROFESSORES PARTICIPAM DE CURSO DE ENSINO HÍBRIDO

 08/04/2015 - 18:41h - Atualizado em 08/04/2015 - 18:41h
 » Fotos: Cris Torres
Objetivo é trabalhar tecnologias digitais integradas ao currículo escolar
Fonte: http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=2392956

Nesta quarta-feira (08/04), na Escola de Formação de Professores da Seeduc, no Andaraí, cerca de 40 professores da rede estadual de ensino participaram da etapa presencial do Curso de Ensino Híbrido oferecido pela Seeduc em parceria com a Fundação Leman. O objetivo do trabalho é proporcionar ao professor o contato com modelos de organização e encaminhamento didático de uma aula em que a utilização das tecnologias digitais, de forma integrada ao currículo escolar, possibilite momentos de personalização do ensino. As demais aulas serão no sistema de ensino a distância.

Nesse curso, os participantes terão a oportunidade de aprender a partir de experiências reais. Vivências compartilhadas serão momentos de reflexões sobre os modelos de Ensino Híbrido e sua relação com a personalização do ensino a partir do uso de tecnologias digitais.

A expectativa é que essa integração das tecnologias digitais ao currículo escolar resulte em uma série de benefícios no dia a dia da sala de aula, como a aproximação da realidade escolar com o cotidiano do aluno; maior engajamento dos alunos no aprendizado; melhor aproveitamento do tempo e ampliação do potencial do professor para intervenções efetivas; e planejamento personalizado.

Para a diretora de Articulação Curricular da Seeduc, Adriana Lessa, o curso traz a proposta de fazer com que o professor mude a metodologia e trabalhe o currículo de uma forma mais personalizada, mudando toda dinâmica em sala de aula utilizando a tecnologia para isso, mas não exclusivamente com a sala de recursos. Isso vai depender de cada unidade escolar.

– Queremos formar multiplicadores na própria unidade escolar para ganharmos sustentabilidade dentro da rede e continuarmos aplicando essa formação para diversas realidades, explica.

Para a educadora, é importante ressaltar que esse é um momento que está totalmente alinhado ao planejamento estratégico da Seeduc que visa oferecer uma educação integral.

– Queremos, cada vez mais, dar suporte para que os professores lidem com os desafios do nosso alunado por meio de estratégias metodológicas.

O professor de História, Jorge José Barros, participou da formação e observou que algumas questões levantadas já vêm sendo desenvolvidas em algumas unidades escolares da rede, como nas do programa Dupla Escola, por exemplo, onde os docentes estão sempre revendo e discutindo as práticas pedagógicas.

– A proposta é inovadora, criativa e também um desafio. Acredito que vai levar o aluno a perceber que pode buscar cada vez mais a sua autonomia com responsabilidade.

Sandro Ribeiro, professor de Tecnologia Educacional, explica que o entendimento sobre a necessidade de mudança já existe e o ensino híbrido vem como uma possibilidade para isso aconteça.

– O projeto oferece ao aluno um conceito que está sendo cada vez mais discutido, que é a personalização da educação. Com ele, poderemos perceber onde o aluno está com relação ao conteúdo colocado em sala de aula e de que ponto pode partir.

Neste momento, a oferta do curso foi uma iniciativa piloto para professores de quatro escolas do programa Dupla Escola: CE Hispano Brasileiro João Cabral de Melo Neto - Intercultural Brasil Espanha, no Méier; Ciep 449 Leonel de Moura Brizola - Intercultural Brasil França, em Niterói; Ciep 117 Carlos Drumond de Andrade - Intercultural Brasil Estados Unidos, em Nova Iguaçu; e o Colégio Estadual Erich Walter Hine, em Santa Cruz. Cada escola inscreveu professores, em efetiva regência, de diversas áreas do conhecimento.
 

As aulas presenciais dessa etapa foram ministradas pelo professor Fernando Trevisan, da Fundação Leman
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...