Google Tag Manager

sábado, 30 de janeiro de 2016

Imagens de Orgonites Quanticas Lemurianas OQL

Imagens de Orgonites Quanticas Lemurianas OQL


Fotos: cortesia de Yuri Psikunov




























sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Orgonite Quantica Lemuriana parte 3 de 3

Orgonite Quântica Lemuriana Parte 3  de 3 Partes

















Foto: Cortesia de Yuri Psikunov

Lemuriana

Referente a Lemúria, Continente Perdido anterior a Atlândida de onde se remonta o quartzo lemuriano extraido no Brasil.

Cristais Lemurianos

Seus mentores atuais objetivam trabalhar com os humanos no sentido de ancorar e ativar a nova rede Paraíso no Planeta.

Os Cristais Lemurianos são encontrados e podem ser extraídos no Brasil. São cristais geradores criados de forma natural. No entanto, enquanto os cristais de quartzo ou cristais de rocha são normalmente transparentes, estes são foscos ou parecem que contem “conteúdo” na sua aparência.

A característica particular que os identifica é a existência de estrias horizontais numa das faces que termina numa face triangular.

Estes cristais estão ligados a todos os outros cristais. Eles transmitem aos demais a mensagem da Unidade e do Amor que eram a energia-chave da Lemúria. E este é o seu trabalho: reativar, na matriz interna planetária, esta memória ancestral da Unidade para que a mesma se torne na forma de vida da Nova Terra.
Os Cristais Lemurianos revelaram a existência de determinados pontos de Origem Lemuriana na Terra.
Tratam-se de locais que fizeram outrora parte da antiga civilização Lemuriana e que ainda sustentam, no seu interior, a matriz da essência da Lemúria.
Contrariamente às crenças populares, o verdadeiro continente “Mu” não estava originalmente situado no Pacífico, mas era antes uma vasta massa territorial unificada que incluía a América do Sul, África, Índia e Austrália.
Quando se deu a sua separação, este continente original dividiu-se na formação dos continentes atuais.

Os Pontos de origem Lemuriana que estão sendo ativados agora, incluem a Ilha de Maui, no Havai, a área do Cabo Ocidental da África do Sul, a área da Península Valdez, na Argentina, alguns locais da Nova Zelândia e a Ilha de Madagáscar.

Estes são lugares muito visitados por baleias, as quais também se encontram a trabalhar na sustentação e na ativação do Paraíso da matriz Lemuriana.
Dessa forma, destaca-se a noção de que estes cristais transportam em si uma consciência muito remota que sustenta os códigos do Paraíso original que vêm das estrelas a semear no planeta.

Lemúria
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lem%C3%BAria
Lemúria é o nome de um suposto continente perdido, localizado no Oceano Índico ou no Oceano Pacífico. A ideia teve origem no século XIX, pela teoria geológica do Catastrofismo, mas desde então tem vindo a ser adotada por escritores do Oculto, assim como pelo povo Tâmil, da Índia.

Relatos sobre a Lemúria diferem quanto à maioria dos pormenores. No entanto, todos partilham a crença comum de que o continente existiu na pré-história mas afundou no oceano devido a alterações geológicas. A maioria dos cientistas considera hoje continentes submergidos uma impossibilidade física, dado a teoria da Isostasia.


Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo



No entanto a variação do nível médio dos mares ao longo das sucessivas idades do gelo tem inundado e exposto porções de terreno mais ou menos extensos. Estas variações das áreas expostas/inundadas poderão eventualmente ter perdurado na memória coletiva dos povos pela sabedoria acumulada ao longo de várias gerações.

Índice
1Lemúria e os Teosóficos
2Espiritualismo
3Ver também
4Ligações externas


Lemúria e os Teosóficos

Ao longo do século XIX, os seguidores das teorias de Helena Blavatsky, em sua Doutrina Secreta passaram a acreditar numa versão diferente da História do Mundo que encontrava respaldo na teoria geológica do Catastrofismo anteriormente referida. 

Esses indivíduos defendiam que a raça humana havia passado por quatro estágios pré-evolutivos, se encontrando no quinto estágio.

Embora algumas raças do quarto estágio (e, portanto, menos evoluídas) ainda coabitassem com as do quinto estágio. 

Para esses teosóficos, a quarta raça seria muito semelhante à quinta e teria habitado principalmente em Atlântida

A terceira raça, contudo, seria bem diferente e, tendo habitado a Lemúria, teria esqueleto cartilaginoso, três olhos (sendo um na testa, hoje atrofiado, tendo dado origem à glândula pituitária (atualmente conhecida como hipófise), mãe dos poderes paranormais de tal raça que, contudo, seria muito belicista e de muito desenvolvimento intelectual).

A segunda raça teria sido semi-etérea e a primeira raça não seria tangível, sendo feita de éter, no sentido metafísico da palavra. 

Outras teorias atribuem essa atrofia do "terceiro olho" à pineal ou epífese, outra glândula do sistema nervoso central que, de fato, tem correlação com a estrutura histológica e embrionária dos olhos, ficando situada entre os lobos occipitais do cérebro. 

Vale lembrar que a pineal importa para os mecanismos metabólicos circadianos.

A pineal por muitas culturas é considerada um importante centro de energia e de paranormalidade e que tanto atlantes como lemurianos as teriam particularmente mais desenvolvidas, muito além das atribuições que a atual medicina reconhece.

O principal seguidor de Blavatsky e maior propagador dessas histórias sobre a Lemúria foi William Scott-Elliot, em seu livro Lendas de Atlântida e Lemúria.

Espiritualismo

No livro espiritualista Legião, de Róbson Pinheiro, pelo espírito Ângelo Inácio, são citados duas vezes os continentes perdidos Lemúria e Atlântida.

Na primeira citação, o personagem Pai João relata:

A Atlântida e a Lemúria, continentes cuja história ainda não é oficialmente reconhecida pelos intelectuais da Terra, mas estudada através dos registros mantidos no mundo espiritual, constituem o berço dos magos. 

Esse território perdido recebeu exilados de outros orbes, espíritos detentores de grande bagagem científica e notável domínio mental sobre as forças da natureza, os quais, em seu apogeu, portavam-se de acordo com determinado sistema ético e moral. 

Ambos os fatores lhe asseguravam a possibilidade de fazer incursões no mundo oculto com invejável liberdade, manejando com destreza inúmeras leis da natureza e fenômenos condicionados a elas.

Na segunda citação, o personagem Pai João descreve: 

A necessidade de espíritos dedicados exclusivamente à manutenção da ordem, da disciplina e do equilíbrio começou já no momento em que a Terra recebia os primeiros contingentes de espíritos vindos de outros mundos, evento contemporâneo às civilizações da Lemúria e da Atlântida.

Ver também
Outros supostos continentes desaparecidos
Atlântida
Mu

Orgonite Quantica Lemuriana Parte 2 de 3

Orgonite Quantica Lemuriana Parte 2 de 3 Partes

















Foto: Cortesia Yuri Psikunov

Quântica

A palavra Quântica vem de Quanta ou Quantidade e é usada na física quântica para definir um pacote de energia ondulatória corpuscular.

Veja uma explicação simples.
Fonte:https://pt.wikibooks.org/wiki/F%C3%ADsica_qu%C3%A2ntica_para_crian%C3%A7as/O_que_%C3%A9_f%C3%ADsica_qu%C3%A2ntica


A Física Quântica surgiu como a tentativa de explicar a natureza naquilo que ela tem de menor: os constituintes básicos da matéria e tudo que possa ter um tamanho igual ou menor. 


Nesta nossa conversa, vamos apresentar alguns princípios e leis fundamentais encontrados através da Física Quântica, como a dualidade onda-partícula e o Princípio da Incerteza. 

Será, então, discutido o modo como essas leis que governam o universo subatômico podem se refletir no dia-a-dia das pessoas.

A física quântica é uma parte da Física que se diz ser "não intuitiva". 


Isso quer dizer que muitas partes dela parecem não ser verdade, mas são. 

Por exemplo, a dualidade onda-partícula diz que partículas se comportam ora como partículas ora como ondas. 

É uma afirmação no mínimo estranha, bizarra. Mas é o que acontece no mundo real. 

No nosso dia-a-dia achamos que vivemos num planeta plano, mas não é verdade: nosso mundo é arredondado, num formato chamado esferoide.

Como a física quântica é não intuitiva, ela foi considerada uma falsa teoria. 


O próprio Einstein (que foi um dos fundadores da física quântica) acreditava que a física quântica estava errada. 

Mas com o passar do tempo percebeu-se que ela explicava tão bem o resultado das experiências, que tinha de ser verdade.

Nosso dia ocorre numa escala dita macroscópica. São os objetos que podemos enxergar sem a ajuda de lentes ou microscópios atômicos. A física quântica lida com coisas muito, tremendamente pequenas. Muitíssimo menores que um milímetro.


Para saber mais, clique sobre Mais informações, abaixo.




Existem várias partículas do átomo, como os nêutrons (que contêm uma carga neutra e é formado por três quarks) e prótons (carga positiva, também formada por três quarks): juntos eles formam o núcleo atômico.

O mundo em que vivemos é feito de átomos. Os átomos são feitos de coisas ainda menores chamadas quarks e elétrons. Ainda não sabemos se os quarks são feitos de coisas ainda menores. Os átomos, elétrons, quarks e outra coisa tão pequena que ainda não sabemos muito sobre ela, chamada fóton, têm comportamentos bizarros de vez em quando: nunca podemos saber exatamente onde estão. Não é por falta de instrumentos potentes, é uma lei da física, chamada Princípio da Incerteza de Heinsenberg, que diz que nunca saberemos a exata posição das coisas. Nunca saberemos onde os elétrons de um átomo estão exatamente. Nunca. É algo estranhíssimo, mas é a verdade. Há elétrons que, inclusive, somem de um lugar e reaparecem em outro, algo como um teletransporte. Não dá para ver que caminho seguiram para ir de um lugar a outro, só sabemos que eles fazem isso
.


Já citamos a dualidade onda-partícula. No mundo em que vivemos, ondas são muito diferentes de objetos. Porém, se tivéssemos o tamanho de átomos, tudo se comportaria como uma onda de vez em quando e como uma partícula outras vezes. Essa foi uma das consequências mais bizarras da física quântica.

Há átomos, como o de Urânio que, do nada, explodem. Nunca sabemos que átomos vão explodir, ou quando, só sabemos que alguns vão e outros não. Aparentemente, nada faz eles explodirem, mas eles explodem. Irritou tanto a Einstein que ele disse sua famosa frase "Deus não joga dados".

Orgonite Quantica Lemuriana Parte 1 de 3

Orgonite, quântica, lemuriana - Parte 1 de 3 partes

















Foto: Cortesia de Yuri Psikunov
Exemplos de Orgonites Quânticas Lemurianas

Orgonita

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Orgone

A orgonite ou orgonita é um gerador de Orgone ou Orgonio, energia semi-material semelhante ao ectoplasma.
É constituida de tres elementos: resina de poliester, quartzo lemuriano e condutor elétrico.

A orgonite produz orgônio. 

O que é Orgônio? ou Orgone?

Orgone

Energia Orgone é uma força de vida universal hipotética originalmente proposto em 1930 por Wilhelm Reich. [1] [2] [3] 

Como desenvolvido pelo aluno de Reich de nome  Charles Kelley após a morte de Reich em 1957, o orgone foi concebido como o princípio anti-entrópico do universo, um substrato criativo em toda a natureza comparável ao magnetismo animal de Mesmer (1779), à força Ódica (1845) de Carl Reichenbach e élan de Henri Bergson vital (1907).


 [4] O Orgone foi visto como uma substância energetica sem forma mas com substância onipresente , semelhante ao éter luminífero, mas mais intimamente associado com a energia viva do que com a matéria inerte. Pode alegadamente se fundir para criar organização em todas as escalas, desde as menores e microscópicas unidades chamadas "bions" em teoria orgonica até as estruturas macroscópicas, como organismos, nuvens, ou até mesmo galáxias.

[5] A comunidade científica rapidamente desacreditou a  teoria orgone de Reich e taxou-a como pseudociência . [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12]

Reich afirmou que os déficits ou constrições em orgone corporal estavam na raiz de muitas doenças, assim como déficits ou constrições na libido poderiam produzir neuroses na teoria freudiana. 

Reich fundou o Instituto Orgone em cerca de 1942 [13] para prosseguir a investigação em energia orgonica.

Isso foi  depois que ele emigrou para os EUA em 1939. 

O Instituto foi usado para publicar e distribuir material de literatura relacionada ao assunto por mais de uma década. 

Reich projetou  "acumuladores de orgone" especiais.

Dispositivos destinados  ostensivamente à coleta e armazenamento de energia orgônica do ambiente para melhorar a saúde em geral ou até mesmo para controle do tempo.

 [1] Em última análise, os EUA Food and Drug Administration (FDA) determinaram atraves de uma liminar federal, a proibição da distribuição interestadual de materiais relacionados com orgônio, com o fundamento de que Reich e seus companheiros estavam fazendo alegações falsas e enganosas.

Mais tarde, Reich foi preso e foram destruídos todos os materiais relacionados com o orgone no instituto.

Depois que Reich violou a liminar,  [2] Reich rescindiu a reivindicação de patente do acumulador que poderia fornecer potência orgástica, [14], mas isso não foi suficiente para impedeir a ação.

O National Center for Complementar e Integrativa Saúde lista o orgone como um tipo de "energia putativa". [15] Não há suporte científico oficial para o conceito de orgone na medicina ou nas ciências físicas, [9] e a investigação sobre o conceito cessou com o encerramento do Instituto.

Conteúdo 
1 História
2 Avaliação
3 Na cultura popular
3.1 William S. Burroughs
3.2 Jack Kerouac
3.3 J.D. Salinger
3.4 Orson Bean
3.5 Dušan Makavejev
3.6 Hawkwind
3.7 Woody Allen
3.8 Kate Bush
3.9 Devo
3.10 Evelyn Waugh
Warren Leight 3.11
3.12 Hal Duncan
3.13 Peep Show
3,14 Lupin Terceira
3.15 Redline
3,16 Capitão Terra

4 Veja também
5 Referências
6 Ligações externas

História

O conceito de orgone pertence a obra posterior de Reich, depois que ele imigrou para os EUA. 

Os primeiros trabalhos de Reich foram baseados no conceito freudiano de libido, embora influenciado por entendimentos sociológicos com o qual  ele e Freud não concordavam, mas que eram, até certo ponto seguidos por outros teóricos proeminentes, como Herbert Marcuse e Carl Jung. 

Enquanto Freud tinha centrado em uma concepção solipsista de espírito em que as unidades primordiais inconscientes e inerentemente egoístas (principalmente o impulso sexual, ou libido) foram reprimidas ou sublimadas por representações internas (catexias) de figuras parentais (o superego), para Reich libido era uma força de afirmação da vida reprimida pela sociedade diretamente. 

Por exemplo, em uma de suas mais conhecidas análises Reich observou um comício político dos trabalhadores na Alemanha, e resssaltou que os participantes tomaram  cuidado para não violar os sinais que proibiam pisar na grama; Reich viu isso como o estado cooptando respostas inconscientes na autoridade dos pais como um meio de controlar o comportamento. [16] Ele foi expulso do Instituto de Psico-análise por causa dessas divergências sobre a natureza da libido e sua postura cada vez mais política. Ele foi forçado a deixar a Alemanha e logo após Hitler chegou ao poder. [17]


Reich com um de seus cloudbusters, um dispositivo que supostamente poderia influenciar o tempo, alterando os níveis de orgone atmosférica.

Reich tomou uma visão cada vez mais da bioenergética da libido, talvez influenciado por seu tutor Paul Kammerer e outro biólogo, Otto Heinrich Warburg. [18]

No início do século 20, quando a biologia molecular estava em sua infância, e a  biologia do desenvolvimento, em particular, ainda apresentava mistérios. Estes fizeram a idéia de uma energia vital específica respeitável, como foi articulada por teóricos como Hans Driesch. 

Como psicanalista Reich estava alinhado com tais teorias como a libido freudiana, enquanto como materialista ele acreditava que essa força de vida deveria ser suscetível a experiência física.

Ele escreveu em seu livro mais conhecido, A Função do Orgasmo:. "Entre 1919 e 1921, tornei-me familiar com de Driesch" Philosophie des Organischen "e sua" Ordnungslehre '... alegação de Driesch parecia incontestável para mim Ele argumentou que, em a esfera da função de vida, o todo pode ser desenvolvido a partir de uma parte, enquanto que uma máquina não pode ser feita a partir de um parafuso ..... No entanto, eu não conseguia aceitar o transcendentalismo do princípio da vida. 

Dezessete anos depois eu fui capaz de resolver a contradição com base em uma fórmula que pertence à função de energia. A teoria de Driesch sempre esteve presente na minha mente quando eu pensei sobre o vitalismo. A vaga sensação que eu tinha sobre a natureza irracional de sua suposição acabou por ser justificada no final. Ele aterrissou entre os espíritas. "[19]

O conceito de orgone foi o resultado deste trabalho na psicofisiologia da libido. Depois de sua migração para os EUA, Reich começou a especular sobre evolução biológica e evolução, e depois se ramificou em especulações muito mais amplas sobre a natureza do universo [4] Isso o levou à concepção de "bions":. Sub auto-luminescente vesículas CELULARES que ele acreditava serem observáveis ​​em decomposição de materiais e, presumivelmente, presente universalmente.

Inicialmente ele pensou em bions como entidades electrodinâmicas ou radioativas, como tinha considerado o biólogo ucraniano Alexander Gurwitsch, mas depois chegou à conclusão de que ele havia descoberto uma energia inteiramente desconhecida mas mensurável que ele então chamou de "orgone" [4], uma pseudo- formação grega provavelmente de org- "impulso, emoção" como em org-asm, além -ona sob a forma de ozônio (o particípio neutro grego, praticamente * ὄργον, gen .: * ὄργοντος). [20]

Para Reich, a neurose se tornou uma manifestação física que chamou de "armadura corporal" tensões profundamente sentadas e inibições no corpo físico que não foram separados de quaisquer efeitos mentais que podem ser observados. [21] Ele desenvolveu uma abordagem terapêutica que chamou vegetoterapia que era a  que visa a abertura e liberar este corpo da armadura para que os reflexos instintivos-livres que ele considerava um símbolo de bem-estar psíquico-podessem assumir.

Avaliação

No início dos estudos o Orgone estava intimamente associado à sexualidade: Reich, seguindo Freud, viu sexualidade nascente como a força energética primária da vida. O próprio termo foi escolhido para compartilhar uma raiz com a palavra orgasmo, que tanto Reich e Freud levaram para ser uma expressão fundamental da saúde psicológica. Este enfoque na sexualidade, enquanto aceitável na perspectiva clínica de círculos psicanalíticos vienenses, escandalizou o público americano conservador ao mesmo tempo que apelou para figuras da contracultura como William S. Burroughs e Jack Kerouac.

Em pelo menos alguns casos, as técnicas experimentais de Reich não parecem ter sido muito cuidadosas, sem ter precauções tomadas para remover o tal viés experimental. [22] No entanto, as conclusões com base nestas observações sensoriais informais desenvolvidas por Reich e seus associados são ainda consideradas e invocadas como fatos em publicações atuais por orgonomistas. Reich estava preocupado com a verificação experimental de outros cientistas. Albert Einstein e outros cientistas famoso concordaram em participar, mas aparentemente na pesquisa de Reich faltava imparcialidade científica e rigor experimental; ele encontrou as demonstrações de "calor orgone" de Reich inconclusivos.

Orgone e seus conceitos relacionados foram rapidamente denunciados na imprensa pós-Segunda a Guerra Mundial na cultura americana. [23] Reich e seus alunos eram vistos como um "culto do sexo e anarquia", pelo menos em parte, porque orgone foi vinculado com o título de seu desenvolver A Função do Orgasmo, e isso levou a numerosas investigações como um comunista [24] e de denúncia sob uma grande variedade de outros pretextos. [25] Ele era taxado, como o New York Times escrevia, "muito denegrido". [ 26] A comunidade psicanalítica do seu tempo viu a sua abordagem para curar doenças como charlatanismo da pior espécie, em parte por causa de seus comentários sobre UFOs. [27] Em 1954, os EUA Food and Drug Administration buscou com sucesso uma liminar para impedir Reich de fazer reivindicações médicas relativas ao orgone, que (entre outras estipulações) o impediu o transporte de "dispositivos orgone" para fora do Estado. [28] Reich desafiou a ordem e foi preso, e o FDA aproveitou a oportunidade para destruir qualquer um dos livros de Reich que mencionassem a palavra orgone , juntamente com materiais e dispositivos de investigação. [3] [28] [29] [30]

Algumas das observações de Reich foram replicadas por outros pesquisadores. Stefan Müschenich, em sua tese de mestrado,  trata dos efeitos de acumuladores de orgone em cobaias que sedemonstraram em consonância com descrições originais de Reich, enquanto indivíduos expostos a uma "caixa fictícia" conhecida não apresentaram tais efeitos. [31] A partir de 2007, os Institutos Nacionais de Saúde banco de dados PubMed, e base Web of Ciência, continha apenas 4 ou 5 artigos científicos revisados ​​por pares publicados (desde 1968) que tratam de orgonoterapia.

Alguns psicoterapeutas e psicólogos que praticam vários tipos de psicoterapia corporal e Psicologia Somática continuaram a utilizar métodos propostos de libertação emocional de Reich e idéias de caracteres de análise. [31] [32] [33]

Na cultura popular


Orgone foi usado nos escritos de vários autores Geração Beat proeminentes, que ficaram fascinados por ambos os seus aspectos curativos e sexuais alegados. Nessa medida, é fortemente associada com o movimento de contracultura dos anos 1950, embora não transitaram em movimentos mais extensos da década de 1960.

Para saber mais, clique sobre mais informações, abaixo





William S. Burroughs
William S. Burroughs foi um dos principais proponentes da investigação orgone. Ele muitas vezes incluíu o Orgone como parte do imaginário surreal em seus romances. Burroughs  estava muito interessado em orgones particularmente porque acreditava que a energia orgônica poderia ser usada para eliminar ou aliviar o "junk ill", um termo popular para retirada de heroína. Esta equipado bem no contexto de seus romances, que eram geralmente recriações narrativas de suas próprias experiências com drogas e da vida Beat.

Burroughs explicitamente compara "chutar o hábito" ao câncer na novela Junky, e amarra-lo para o uso de acumuladores de orgone. Ele escreve:

O cancro é a podridão do tecido de um organismo vivo. Por doença as células dependentes de lixo morrem e são substituídas. O cancro é um processo de morte prematura. O paciente com câncer encolhe. Um viciado encolhe -Perdi até quinze libras em três dias. Então eu acho que se o acumulador é uma terapia para o câncer, ele deve ser a terapia para as sequelas de doença da droga.

No momento em que Burroughs estava escrevendo, acumuladores de orgone só estavam disponíveis no Instituto Orgone do Reich, em Nova York, oferecidos para alugar  por um dólar por hora ou  dez dolares por mês.  Burroughs construiu seu próprio em vez disso, substituindo lã de rocha por a folhas de ferro, mas acredita que ainda  tenha alcançado o efeito desejado. Burroughs escreve sobre o que ocorreu depois que ele começou a usar o acumulador:

O uso constante da meditação deu-me o hábito de dirigir a atenção para dentro de mim mesmo. Quando eu fui para o acumulador e me sentei eu notei um silêncio especial que você sente às vezes na floresta profunda, por vezes, em uma rua da cidade, um zumbido que é vibração rítmica mais do que um som. Minha pele se arrepiou e eu experimentei um efeito afrodisíaco semelhante a boa erva daninha forte. Nenhuma dúvida sobre isso, orgones são tão definidos como uma força elétrica. Depois de utilizar o acumulador durante vários dias a minha energia voltou ao normal. Comecei a comer e não conseguia dormir mais de oito horas. 

Jack Kerouac
No romance popular de Kerouac On the Road, o acumulador de orgônio foi tratado mais como um outro tipo de droga do que como um dispositivo médico: principalmente um estimulante, com fortes conotações sexuais. Quando Sal Paradise visita Old Bull Lee na novela (personagens que representam Kerouac e Burroughs, respectivamente), orgone acumulador de Lee é descrito como se segue:

Diga, por que você não tenta o meu acumulador de orgone? Coloque um pouco de suco em seus ossos. Eu sempre vejo você apressar-se e correr a noventa milhas por hora para o bordel mais próximo, para se aliviar, que horror ' disse Touro Lee ... O acumulador de orgônio é uma caixa comum grande o suficiente para um homem se sentar dentro em uma cadeira: uma camada de madeira, uma camada de metal, e outra camada de madeira reúnem em orgones da atmosfera e mantê-los em cativeiro por tempo suficiente para um ser humano para absorver mais do que uma parte habitual. De acordo com Reich, orgones são átomos atmosféricos vibratórios do princípio de vida. As pessoas têm câncer porque eles tem falta de orgones. Old Bull pensou que seu acumulador de orgônio seria melhorado se a madeira que ele usou fosse o mais orgânico possível, então ele amarrou as folhas albufeira espessas e galhos para sua casinha mística. Ele ficou lá no quintal, plana quente, uma máquina de esfoliar agrupado e enfeitado com artifícios maníacos. Old Bull tirou suas roupas e foi sentar-se com lua sobre o seu umbigo.

2012, uma versão cinematográfica do romance de Kerouac inclui a cena descrita acima, mas adiciona uma pequena janela no acumulador e um funil de respirar completamente. [34]

J. D. Salinger
Segundo sua filha, J.D. Salinger, às vezes, usar um acumulador de orgônio, entre uma variedade de outros regimes, auxilia muito a saúde alternativa. [35]

Orson Bean
Ator e contador de histórias americano notável, Orson Bean já foi um defensor da orgonoterapia e publicou um livro bem recebido sobre ele intitulado Me and the Orgone.

Dušan Makavejev
Dušan Makavejev lançou em  1971 o filme satírico: WR-  Mistérios do Organismo com a cobertura de um documentário de Reich e sua pesquisa sobre acumuladores de orgone, combinando isso com outras imagens e uma sub-trama ficcional em uma colagem zombando de autoridades sexuais e políticos [36] As cenas incluem uma imagem de apenas uma de "dez ou quinze caixas de orgone deixadas no país" naquele tempo. [37]

Hawkwind
Rockers britânicos espaço Hawkwind lançou a faixa "Orgone de um acumulador", como a primeira faixa do lado três do álbum ao vivo 1972, Espaço Ritual.

Eu tenho um acumulador de orgone.
Faz-me sentir maior
Eu vou te ver algum tempo depois
Quando eu terminar com a meditação junto ao meu acumulador

Não é integrador social
É um um isolador humano
É um estimulador de volta ao cérebro
É um vibrador cerebral

... Mas um acumulador de orgone
É um criador de super-homem

Woody Allen 
1973 comédia filme de ficção científica Sleeper de Woody Allen apresenta um orgasmatron-um cilindro grande o suficiente para manter uma ou duas pessoas, contendo uma futura tecnologia que induz rapidamente orgasmos. Isso é necessário, como quase todas as pessoas no universo do filme são impotentes ou frígidas, embora os machos de origem italiana são considerados os menos impotente de todos os grupos. Tem sido sugerido que a orgasmatron era uma paródia de orgónio acumulador de Reich. [38] [39]

Kate Bush
A canção "cloudbusting" pelo cantor britânico Kate Bush descreve detenção e encarceramento de Reich através da visão de seu filho, Peter. [40] O vídeo 1985, no qual Donald Sutherland desempenha Wilhelm Reich durante a sua investigação e subsequente detenção, dispõe de um pêndulo de Foucault como um método alternativo de demonstrar o movimento de rotação da terra para provar a visão herética de que a Terra não era o centro do Universo. O pêndulo de Foucault neste vídeo conecta simultaneamente e contrasta a desgraça de Wilhelm Reich para ambos os Foucault respeitados, o cientista, Jean Bernard Léon Foucault e o filósofo, Michel Foucault, que tinha morrido um ano antes de o vídeo ser lançado em 1984.

Devo 
A nova onda dos anos 80 'banda Devo alegou que o seu design cúpula energia icónica foi usada para reciclar a energia orgonica desperdiçada que flui da cabeça de uma pessoa. Devo co-fundador Mark Mothersbaugh disse:

Nós fizemos a cúpula energia vermelha, que foi útil, além de ser um ícone - foi um ícone útil. Você provavelmente sabe isso muito bem, mas a sua energia orgone sai do topo de sua cabeça e ele se dissipa para fora do topo, mas se você usar uma cúpula de energia que recicla essa energia. Ele volta para baixo e chuveiros de volta para baixo em você e, entre outras coisas, ficarão viril, digamos assim, para talvez mais 150 anos de sua vida, provavelmente. Eu acho que é uma previsão segura para dizer que as cúpulas de energia - se você os usava constantemente, dia e noite - o que eu não faço, mas há pessoas lá fora que fazem, não muitos deles, mas existem alguns. Recebemos e-mails a partir deles, por isso sabemos que eles estão lá fora, essas pessoas provavelmente vão viver cerca de um extra de 150 anos por causa de toda essa energia orgone que eles estão economizando e não perdendo. [41]

Evelyn Waugh
Um acumulador de orgônio desempenha um papel importante no semi-autobiográfico romance Evelyn Waugh O calvário de Gilbert Pinfold. Um vizinho ao Sr. Pinfold possui uma caixa, e com ele as experiências com a mulher do Sr. Pinfold. Mais tarde, em um estado alucinatório, Sr. Pinfold imagina que seus problemas tenham se originado a partir dessa caixa.

Warren Leight
Jogo de Warren Leight, Side Man, contém uma cena em que Gene e Terry recebem uma caixa de orgone que a mulher do amigo de Gene fez dela se livrar.

Hal Duncan
Em Ink livro de Hal Duncan (O Livro de Todas as Horas 2), uma das realidades alternativas é baseada orgone, ou seja, orgone ("energia sexual") é usado como fonte de energia primária.

Peep Show
No Channel 4 comédia série Peep Show episódio "Mulheres de Mark", Jeremy se junta a um culto, bem-estar espiritual, que define Orgones como "as moléculas invisíveis da energia vital universal, que regem o nosso humor e as nossas ações", com Orgones negativas sendo as fontes de todos os problemas do mundo. Mark está preocupado que Jeremy se juntou a um culto, e tenta explicar que esta é uma visão simplista sobre do mundo. [42]

Lupin o Terceiro 
No episódio 11 dos especiais de televisão Lupin III, o inimigo quer os segredos dos arquivos Columbus e o Ovo de Colombo, que envolve a energia Orgone misteriosamente.

Redline
Energia Orgone um lugar de destaque no mundo da ficção científica de video game Redline, lançado em 1999.

Capitão Terra
Na série de anime capitão Terra, Orgone energia é a fonte do poder e sustento para os extraterrestres invasores, o Kill-T-Gang, que planejam para colhê-lo a partir das libidos de toda a humanidade. É também o poder por trás dos canhões Livlaster utilizados pelos protagonistas.

Veja também 
Alexander Gurwitsch
Arca da Aliança
O magnetismo animal de Anton Mesmer
Energia (espiritual)
Medicina energética
Ciência Fringe
Lista de tratamentos de câncer ineficazes
Força ódica de Carl Reichenbach
Rupert Sheldrake
Vitalismo

Referências 

^ Ir até: ab Robert Blumenfeld (2006), "Capítulo 6. Willian Reich e Análise do Caráter", Ferramentas e técnicas de interpretação de personagem: um manual de psicologia para atores, escritores, e diretores, Limelight Series, Hal Leonard Corporation, pp 135-137., ISBN 9780879103262
^ Ir até: ab "Orgone Energy - Wilhelm Reich eo Orgone acumulador". Retirado 2008/09/13.
^ Ir até: ab Martin Gardner (1957), "Capítulo 21: Orgonomy", modismos e falácias em nome da ciência. Popular Science (2, revisto, ed abreviado.), Courier Dover Publications, p. 253, ISBN 9780486203942
^ Ir até: "Qual é Orgone Energia" abc Charles R. Kelley Ph.D., 1962
Ir para cima ^ "energia orgone", dicionário do Cético
Ir para cima ^ Kenneth S. Isaacs (psicanalista), 1999: "Orgone-a ficção inútil com premissas falsas básicos, teoria parcial fina e resultados de aplicações infundadas Ele foi rapidamente desacreditado e jogar fora.". Isaacs 1999, p. 240.
Ir para cima ^ Bauer 2000, p. 159. Henry H. Bauer, 2000: "o carisma pessoal de Reich parece ter enganado alguns números de pessoas para tomar sua" ciência "seriamente pois o seu comportamento exterior não era incompatível com a de um investigador científico dominante À luz do senso comum todos os dias.. ao invés de conhecimento técnico profundo, sus idéia poderia parecer altamente defensável. Para aqueles que não têm familiaridade com a ciência real de matérias Reich tratado, por que Orgone ser menos crível do que os buracos negros, um universo ainda infinito delimitada, ou "matéria escura" ...? "
Ir para cima ^ Roeckelein 2006, pp. 517-518. Jon E. Roeckelein (psicólogo), 2006: ". O atual consenso da opinião científica é que a teoria do orgone de Reich é basicamente um sistema psicanalítico que deu errado, e é uma abordagem que representa algo mais ridículo e totalmente descartável"
^ Ir até: a b Isaacs, K. (1999). "Pesquisando para a Ciência em Psicanálise". Journal of Contemporary Psicoterapia 29 (3): 235-252. doi: 10,1023 / A: 1021973219022. [orgone é] uma ficção inútil com premissas falsas básicos, teoria parcial fina e resultados de aplicações infundadas. Ele foi rapidamente desacreditado e jogar fora.
Ir para cima ^ Jon E. Roeckelein (2006). O dicionário de Elsevier de teorias psicológicas. Elsevier. pp. 493, 517-518. ISBN 978-0-444-51750-0.
Ir para cima ^ Robert E. Butts (1993). "Ciências e pseudociências. Uma tentativa de uma nova forma de demarcação". Em João Earman. Problemas filosóficos dos mundos internos e externos: ensaios sobre a filosofia de Adolf Grünbaum. Série Pittsburgh-Konstanz na filosofia e história da ciência 1. University of Pittsburgh Press. p. 163. ISBN 978-0-8229-3738-8.
Ir para cima ^ Arthur Wrobel (1987). Pseudo-ciência e sociedade na América do século XIX (ilustrado ed.). University Press of Kentucky. p. 229. ISBN 978-0-8131-1632-7.
Ir para cima ^ DeMarco, Donald; Wiker, Benjamin (2004). Arquitetos da cultura da morte. Ignatius Press. p. 229. ISBN 9781586170165. Retirado 2015/01/18. [...] Reich reivindicou como sua grande descoberta, feita em 1939, que no coração de toda a matéria é uma energia até então desconhecida que ele chamou de "orgone '. [...] Três anos depois, ele fundou o Instituto Orgone, onde a "ciência" da orgonomy seria estudada.
Ir para cima ^ "O acumulador de orgônio, como foi claramente indicado nas publicações relevantes (The Cancer biopatia, etc.), pode não fornecer potência orgástica" de Reich, W. (1950, Abril) Orgone Energia Boletim de 2 (2).
Ir para cima ^ http://nccih.nih.gov/health/backgrounds/energymed.htm "campos de energia putativos (também chamados biofields) desafiaram medição até à data pelos métodos reproduzíveis. Terapias envolvendo supostos campos de energia são baseados no conceito de que os humanos e todos os seres são infundidos com uma forma sutil de energia. Esta energia ou força vital vital proposta é conhecida por nomes diferentes em culturas diferentes, como qi ... prana, energia etérica, fohat, orgone, força ódica, mana, e ressonância homeopática " .
Ir para cima ^ Veja A Psicologia das Massas do Fascismo e Ouvir Little Man
Ir para cima ^ Paul A. Robinson, os radicais sexuais: Reich, Roheim, Marcuse, Paladin, 1972. Anteriormente publicado como Os radicais sexuais, Londres: Maurice Temple Smith, 1970. Originalmente publicado como A Esquerda freudiana, New York; London: Harper and Row.
Ir para cima ^ Dr. James Strick, o contexto histórico de trabalhos de laboratório do Reich, conversa resumida em http://www.jackflannel.org/orgonon_2005.html, arquivados 23 de dezembro de 2005 na Wayback Machine
Ir para cima ^ Citado em Malgosia Askanas, Ph.D. Exposição da matéria secreta e não-tão-secreta de (An) e Reichianism Orgonomy
Ir para cima do dicionário Webster ^ [1]
Ir para cima ^ Edward WL Smith, Corpo em Psicoterapia, Macfarland de 2000.
Ir para cima ^ A crítica do procedimento experimental de Reich após a descoberta de bions SAPA (recuperado 10/27/09)
Ir para cima ^ Mildred Brady, The New Cult of Sex & Anarchy, artigo na revista The New Republic impresso 1947
Ir para cima ^ "Wilhelm Reich". NNDB. Retirado Junho de 2008.
Ir para cima ^ Norman D. Livergood, América, Despertai !, Dandelion Livros (2002), p.263
Ir para cima ^ Saxon, Wolfgang (23 de maio, 1997). "Dr. Myron Ruscoll Sharaf, 70, Educador e Psicoterapeuta". New York Times.
Ir para cima ^ Richard Grossinger (1982). Planeta Medicina: From Stone Age Xamanismo a cicatrização pós-industrial (ed revisado.). Taylor & Francis. p. 293. ISBN 0-394-71238-2.
^ Ir até: ab "Decreto de ordem liminar (19 de março, 1954) pelo juiz Clifford".
Ir para cima ^ Gardner, Martin. No lado selvagem. Prometheus Books.
Ir para cima ^ Lugg, A. (1987). Bobagem, Flim-Flam e Charlatanismo: A pseudociência como um problema filosófico. Dialetica, 41 (3), 221-230.
^ Ir até: ab Müschenich, S. & Gebauer, R .: "Die (Psycho-) Physiologischen Wirkungen des Reich'schen Orgonakkumulators auf den Menschlichen Organismus" ("The [Psycho-] Efeitos Fisiológicos do Reich Orgone acumulador no organismo humano, ") Universidade de Marburg (Alemanha), Departamento de Psicologia, Mestrado Dissertação de 1986. Publicado como:".. Der Reichsche Orgonakkumulator Naturwissenschaftliche Diskussion - Praktische Anwendung - Experimentelle Untersuchung "(" The reichiana Orgone-acumulador Discussão Científica - Uso Prático - Testing Experimental ") de 1987, publicado pela Nexus Verlag, Frankfurt (ver também a obra publicada: Müschenich, Stefan: Der Gesundheitsbegriff im Werk des Arztes Wilhelm Reich (o conceito de saúde nos trabalhos do médico Wilhelm Reich), Doktorarbeit sou Fachbereich Humanmedizin der Philipps-Universität Marburg (MD tese de 1995, Universidade de Marburg (publicado pela Verlag Gorich & Weiershauser, Marburg) de 1995.
Ir para cima ^ Kavouras, J .: "heilen MIT ORGONENERGIE: Die Medizinische Orgonomie (cura através Energia Orgone: Medical Orgonomy)," Turm Verlag (editor), Beitigheim, Alemanha, 2005; Lassek, Heiko: "Orgon-Therapie: Heilen mit der Reinen Lebensenergie (Orgone Therapy: Cura por [o] pura vida / energia Vital)," Scherz Verlag (editor) de 1997, Munchen, Alemanha; Medeiros, Geraldo: "Bioenergologia: A ciencia das Energias de vida" (português: Bioenergology: A ciência das energias da vida), a Editora Universalista, Brasil
Ir para cima ^ DeMeo, J .: "O acumulador Handbook Orgone," Energia Natural, 1989
Ir para cima ^ http://www.imdb.com/title/tt0337692/?ref_=sr_1
Ir para cima ^ A maioria dos regimes de saúde do meu pai,ele ficava sentado em uma caixa de orgone; ele praticava sozinho. Homeopatia e acupuntura ele praticou em nós. "Meu pai J D Salinger". The Times (Londres). 6 de fevereiro de 2010. Retirado 20 de maio de 2010.
Ir para cima ^ Ebert, Roger (15 de Julho, 2007). "WR - Mistérios do Organismo :: :: rogerebert.com Grandes Filmes". Chicago Sun-Times. Retirado 2011/11/13.
Ir para cima ^ Morris, Gary (julho de 2011). "Luzes brilhantes Film Journal :: Sweet Filmes: Quatro por Dusan Makavejev". Retirado 2011/11/13.
Ir para cima ^ Kramer, Peter D. (27 de Junho de 2011). "O grande pregador do orgasmo". Ardósia. Retirado 09 de julho de 2011. Orgasmatron é o nome de Woody Allen, em Sleeper, por uma paródia de orgone acumulador de Reich, a madeira compensada e de metal caixa de tamanho stand-telefone disse para armazenar uma força de cura e vivificante.
Ir para cima ^ Turner, Christopher (8 de Julho de 2011). "Wilhelm Reich: o homem que inventou o amor livre". O guardião. Retirado 09 de julho de 2011. Woody Allen parodiou-lo em Sleeper (1973), dando-lhe o apelido de imortal o "Orgasmatron".
Ir para cima ^ Moy, Ron (30 de Setembro, 2007). Kate Bush and Hounds of Love. Ashgate. p. 99. ISBN 0-7546-5798-1.
Ir para cima ^ "Mark Mothersbaugh Interview". CARA FECAL DOT COM. Cara fecal. 03 de janeiro de 2008.
Ir para cima ^ "Jez se junta a uma Cult - Peep Show".

Ligações externas 
Wikimedia Commons têm os meios relativos a Orgone.
Wilhelm Reich e da Energia Orgone: Uma Breve Introdução (2009) Este vídeo mostra um ponto de vista sobre o orgone, refletindo os pontos de vista pessoais de James De Meo.
Artigo Quackwatch
Instituições que investigam orgone
O Colégio Americano de Orgonomy
Los Orgones, o site argentino em Orgonomy
Laboratório Orgone Biofísico Research
Wilhelm Reich Gesellschaft
Wilhelm Reich Orgon Institut Deutschland
Wilhelm Reich Akademie
Wilhelm Reich
 Pseudociência

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Mensagem de Foster Gamble

Mensagem de Foster Gamble

"Diversas vezes da história, quando as pessoas reconhecem uma tirania, sendo cruel, elas se juntam e lutam pela liberdade.
Tenho certeza que a humanidade olhará para esta época e ficará orgulhosa de quando ela enxergou, ela agiu. Vamos fazer acontecer. " 
Foster Gamble.


Prosperar  é um movimento Anti Nova Ordem Mundial.


Seu líder é Foster Gamble, um neto de Procter Gamble, dono
 da empresa internacional. 

Foster critica:
1- A reserva federal
2- Práticas bancárias e de crédito
3- As empresas internacionais
4- As sociedades secretas, como o Bilderberg
5- Sindicatos como a União Europeia
6- A ambição de criar um governo mundial


Ele diz, que os poderes 'ruins' assumiram o controle sobre a nossa:


1- Energia
2- Suprimento de comida
3- Educação
4- Cuidados de saúde
5- Financiamentos


Ele diz que, em três níveis podemos nos livrar do controle dos poderes 'ruins'.


No primeiro nível, temos de cortar despesa militar para sua metade e eliminar o FED (sistema monetário Federal).


No segundo nível, as instituições estatais devem ser reduzidas (pensamento típico liberal), e pagamento de impostos deveria ser voluntário.


No terceiro nível, aparece uma sociedade multi auto sustentada, em que cada um é livre, feliz e saudável. (Ele não entra em detalhes de terceiro nível)


Sr. Foster Gamble acha que, liberalismo e multi culturalismo são meios apropriados para sair da atual situação. 


Ele prega formas de não violência como Gandhi.

No entanto, diz ele, que os judeus não são um problema, uma vez que na segunda guerra mundial, havia judeus investindo em ambos os lados.

O filósofo favorito de Foster é Ludwig von Mises. 

Ele procura a solução de problemas de uma forma liberal-conservadora. 

Em suas "soluções" ele fornece imagens das sociedades mestiças e estados sem autoridade real e ordem. 

Também não há capacidade financeira em seu sistema nesse estado reduzido.

David Icke é um dos apoiadores do movimento prosperar.


Depois de ter visto 70 anos do bolchevismo, fora dos primeiros 45 anos na metade da Europa, com a sua humilhação cotidiana terror, não se sabe, se é melhor para rir ou lamentar-se sobre a cegueira humana.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Agua com orgonite custa muito mais para congelar



Isto é incrível. 
Fiz o teste da agua com o orgonite e realmente a agua com orgonite custa muito mais para congelar do que sem.

Confira as imagens. 
Faça o teste da orgonite você também e comprove que realmente funciona.

O teste foi feito em freezer a menos 20 graus celcius durante 5 horas.










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...